Mundo

Microsoft destina US$500 mi para construção de casas nos EUA

(ANSA) – A Microsoft anunciou nesta quinta-feira (17) um investimento no valor de US$500 milhões para a construção e manutenção de moradias públicas na região de Seattle, nos Estados Unidos.

De acordo com o jornal norte-americano “New York Times”, os investimentos serão destinados para a região de Redmond. Cerca de US$25 milhões do montante irá priorizar a situação de sem-tetos.

A Microsoft tem uma sede no local e pretende expandi-la. A ideia é de que o valor possa auxiliar seus mais de oito mil funcionários a encontrarem uma casa perto do local de trabalho.

A medida é uma iniciativa da companhia de Bill Gates para reduzir as desigualdades na área em que as grandes empresas de alta tecnologia estão concentradas.

Read More...

Destaques, Tecnologia

Bill Gates acredita que dar “nosso trabalho” para os robôs é uma coisa boa

A questão não é se a Inteligência Artificial (IA) acabará fazendo nosso trabalho, mas quando isso acontecerá. Até então, é melhor ter certas coisas amarradas (como a renda básica universal), mas alguns acreditam que será uma coisa boa: graças aos robôs, eles dizem que “teremos mais tempo livre”.

O último a se juntar a esta previsão foi Bill Gates, magnata de software e um dos maiores filantropos do mundo. Em uma entrevista com a Fox Business, Gates previu que a IA será uma oportunidade para o renascimento da economia e que, longe de nos substituir, nos tornarão mais eficientes, o que nos permitirá administrar melhor nosso tempo.

“Você será muito mais eficiente com seus recursos, você será muito mais consciente do que está acontecendo”, disse Gates em Davos. A inteligência artificial pode ser usada para monitorar prisões, fábricas, tribunais e salas de operação. Haverá computadores registrando tudo e saberemos se há um uso ineficiente de recursos ou uma violação de segurança, como um trabalhador que não está usando um capacete.

Foto: Pixabay

Com o surgimento da IA, é provável que a produção se multiplique em duas, o que significa que haverá menos trabalho, admitiu Gates. “Mas isso não significa que haverá menos emprego”, disse ele. Aumentar os níveis de produção pode ter outros efeitos, como aproveitar férias mais longas. Isso também pode levar a uma mudança de prioridades: nos permitirá concentrar-nos em ajudar pessoas mais velhas e crianças com necessidades especiais, ou na redução de divisões de classe. “O propósito da humanidade não é apenas sentar-se atrás de um computador e vender coisas”, disse o fundador da Microsoft.

Mas chegar lá não será fácil. “Haverá desafios porque a taxa de mudança será mais rápida nos próximos 20 anos do que até agora”, explicou Gates. O governo terá que mudar seus programas de segurança social e ajudar os trabalhadores deslocados a treinar para a nova economia. “Mas se for bom, será positivo para todos”.

Com informações da Fox Business*

Read More...

Economia

Fundação de Bill Gates processa Petrobras nos EUA

(ANSA) – A Fundação Bill e Melinda Gates entrou com um processo contra a Petrobras para tentar recuperar parte das perdas provocadas pela brusca queda de valor de mercado da estatal brasileira, causada pelo escândalo de corrupção investigado na Operação Lava Jato.

Segundo a entidade beneficente do fundador da Microsoft, o esquema de pagamento de propinas na petrolífera provocou prejuízo de “milhões de dólares” às suas finanças. “O escândalo parece ficar maior dia após dia, com mais prisões e contas secretas descobertas”, diz o documento depositado em um tribunal de Nova York. Atualmente, a Petrobras é alvo de diversas ações judiciais nos Estados Unidos pedindo indenizações milionárias para compensar perdas financeiras.

Read More...

Mundo

Fortuna dos maiores bilionários do mundo cai em 2015

(ANSA) – Os 400 bilionários do mundo “valem” juntos mais de US$ 4,2 trilhões. Porém, em 2015, eles ficaram “um pouco mais pobres” de acordo com o ranking anual divulgado pela Bloomberg. Suas fortunas tiveram uma queda de 0,3% na comparação com o mesmo dado do ano passado.

Já na lista dos homens mais ricos, não há nenhuma alteração nos cinco primeiros colocados. Novamente, o fundador da Microsoft, Bill Gates, aparece no topo com um patrimônio estimado em US$ 84,6 bilhões. Na sequência, aparecem o chefão da Zara, Amanciao Ortega (US$ 70,6 bi), o rei dos investimentos, o empresário Warren Buffet (US$ 67,4 bi), o magnata da comunicação mexicana, Carlos Slim (US$ 65,2 bi) e os irmãos Koch, com US$ 50,2 bilhões cada. Apesar da aparente imobilidade no ranking, uma “escalada” vem chamando a atenção. O número 1 do Facebook, Mark Zuckerberg, assumiu a nona posição da lista com os seus US$ 42,5 bilhões e já subiu três posições nos últimos dois anos – superando os chefões do Google e do Walmart.

Já no ranking das empresas, houve um registro de aumento nos volumes faturados por elas em 2015. Na ponta, está a norte-americana Walmart e a Apple, considerada uma das marcas mais valiosas do mundo, aparece apenas na 15ª posição.

Read More...

Variedades

Bill Gates lidera lista dos mais ricos da ‘Forbes 2015’

Bill Gates continua como o homem mais rico do mundo, segundo a lista dos milionários, divulgada na segunda-feira (2) pela revista Forbes, na qual figuram três portugueses: Américo Amorim, Belmiro de Azevedo e Alexandre Soares dos Santos.

A lista é liderada, pelo segundo ano consecutivo, pelo norte-americano Bill Gates, o segundo lugar é ocupado pelo mexicano Carlos Slim e o investidor norte-americano Warren Buffett figura em terceiro lugar.

A revista atribui a Gates, de 59 anos, fundador da Microsoft, uma fortuna de US$ 79,2 bilhões, enquanto estima US$ 77,1 bilhões para Slim, de 75 anos, que lidera o grupo mexicano de telecomunicações América Móvil. Buffet, de 84 anos, tem uma fortuna de US$ 72,1 bilhões.

Em quarto lugar na lista, surge o empresário espanhol Amancio Ortega, de 78 anos, fundador da Inditex, grupo de empresas proprietária de marcas como a Zara, com US$ 64,5 bilhões.

Cinco norte-americanos ocupam os lugares seguintes do ranking de 2015 da Forbes: Larry Ellison, Charles Koch, David Koch, Christy Walton e Jim Walton. No décimo lugar figura a francesa Liliane Bettencourt, de 92 anos, proprietária do grupo de cosméticos L’Oréal, com uma fortuna calculada em US$ 40,1 bilhões.

O mais jovem dos 20 primeiros da lista dos mais ricos é Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, de 30 anos, que surge na 16ª posição com uma fortuna de US$ 33,4 bilhões.

Do total, 1.191 integrantes da lista fizeram sua própria fortuna, enquanto 230 a herdaram. Outros 405 herdaram uma parte mas continuam trabalhando para aumentá-la.

Veja o ranking com os 20 mais ricos:

1. Bill Gates
Fortuna: US$ 79,2 bilhões
Empresa: Microsoft

2. Carlos Slim Helu e família
Fortuna: US$ 77,1 bilhões
Empresa: Telmex

3. Warren Buffett
Fortuna: US$ 72,7 bilhões
Empresa: Berkshire Hathaway

4. Amancio Ortega
Fortuna: US$ 64,5 bilhões
Empresa: Zara

5. Larry Ellison
Fortuna: US$ 54,3 bilhões
Empresa: Oracle

6. Charles Koch
Fortuna: US$ 42,9 bilhões
Empresa: diversas

6. David Koch
Fortuna: US$ 42,9 bilhões
Empresa: diversas

8. Christy Walton e família
Fortuna: US$ 41,7 bilhões
Empresa: Walmart

9. Jim Walton
Fortuna: US$ 40,6 bilhões
Empresa: Walmart

10. Liliane Bettencourt e família
Fortuna: US$ 40,1 bilhões
Empresa: L’Oreal

11. Alice Walton
Fortuna: US$ 39,4 bilhões
Empresa: Walmart

12. S. Robson Walton
Fortuna: US$ 39,1 bilhões
Empresa: Walmart

13. Bernard Arnault & family
Fortuna: US$ 37,2 bilhões
Empresa: LVMH

14. Michael Bloomberg
Fortuna: US$ 35,5 bilhões
Empresa: Bloomberg LP

15. Jeff Bezos
Fortuna: US$ 34,8 bilhões
Empresa: Amazon.com

16. Mark Zuckerberg
Fortuna: US$ 33,4 bilhões
Empresa: Facebook

17. Li Ka-shing
Fortuna: US$ 33,3 bilhões
Empresa: diversas

18. Sheldon Adelson
Fortuna: US$ 31,4 bilhões
Empresa: cassinos

19. Larry Page
Fortuna: US$ 29,7 bilhões
Empresa: Google

20. Sergey Brin
Fortuna: US$ 29,2 bilhões
Empresa: Google

Read More...