CarrosDestaques

Tabela Fipe: devo utilizar para negociação?

A InstaCarro explica o que deve ser usado como referência de negociação

A Tabela Fipe foi criada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas em 1973. Desde então, é a principal referência para conferir os valores de mercado de carros usados e seminovos.

Além disso, é uma ferramenta utilizada também para determinar os valores e apólices de contratos e seguros, pois determina quais são os valores médios de todos os veículos.

Porém, a Tabela Fipe deixa de fora a região, o estado de conservação, a cor, acessórios e demais fatores que influenciam nas negociações.

Então, com tanta variação de preço e mercado, será que a Tabela Fipe continua sendo referência para as negociações?

Continue com a gente e descubra.

Como são Determinados os Valores da Tabela Fipe?

Para determinar os valores, há uma pesquisa mensal em 24 estados brasileiros, com a média de 40 pessoas que coletam os dados dos preços de veículos nas lojas de revenda de automóveis.

Ou seja, é uma coleta de dados que considera o preço de carros, motos e caminhões em todo o território nacional. Envolvendo os veículos novos, usados e seminovos.

Assim, estuda-se o registro de negociações realizadas no último mês (lojas, sites especializados, classificados de compra e venda, revendedoras), excluindo os valores muito altos ou abaixo da média.

Então, a partir dessa média, é realizada a base de valores. Porém, essa média é estipulada a cada 30 dias e precisamos considerar, também, as oscilações mercadológicas.

Por Que a Tabela Fipe está sendo Desacreditada?

Muitas pessoas se questionam se vale a pena ou não considerar a tabela Fipe como referência na negociação do veículo.

É um questionamento válido, que deve ser analisado. Inclusive, a própria Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas admite que existe uma defasagem.

Em uma entrevista para o Autoesporte, a assessoria de imprensa da Fipe afirma: “O que a Fipe considera é que tem uma defasagem média de 36 dias entre o levantamento dos dados e a publicação no site”.

Esse “atraso” na publicação dos valores não era um problema em 2017 e 2018, pois havia, no máximo, 0,17% de aumento anual. No entanto, atualmente, houve um aumento bem significativo nos valores dos carros —  de 16%. Então, para muitos, esse atraso se tornou significativo.

Então, o estudo serve como base para as negociações. Mas, a alta na inflação e fatores específicos do seu veículo acabam distorcendo os preços.

A Tabela Fipe Deve ser Referência nas Negociações?

vendedor apertando a mão do cliente
Foto: Freepik/snowing

A Tabela Fipe serve como base nas negociações. Porém, vale a pena considerar alguns outros fatores que refletem o valor real do veículo, como:

  • Se o carro já foi batido ou arranhado
  • Danos estruturais no carro
  • Acessórios diferenciais e opcionais
  • Estado do motor
  • Problemas no banco
  • Estado dos pneus
  • Quilometragem

Portanto, para a venda do seu carro usado é importante examinar, também, as condições do seu veículo.

Atualmente, existem plataformas especializadas na compra e venda de carros seminovos.

A InstaCarro é pioneira na intermediação de vendas de carros online no Brasil e pode contribuir, e muito, na hora de vender o seu carro.

Afinal, ela faz com que os clientes interessados em vender o carro atinjam centenas de lojistas em uma única experiência.

Então, após agendar uma avaliação, um profissional treinado irá avaliar mais de 150 pontos do veículo, reportar a sua real condição e a InstaCarro fará o processo de precificação.

Com isso, são considerados os opcionais, o estado de conservação e muitos outros critérios que podem contribuir para valorizar o seu carro no processo de venda dentro da InstaCarro.

Além disso, antes de agendar a sua avaliação, é possível consultar no site uma estimativa de valor de mercado, feita com base no histórico de vendas da plataforma e na demanda existente pelo carro.

Como Usar a Tabela Fipe?

Não há uma obrigatoriedade que indique que a Tabela Fipe deve ser usada em todas as negociações.

Por isso, use-a como referência de preços mas, não se esqueça que outros critérios devem ser considerados.

Assim, os valores podem ser ajustados de acordo com as preferências e necessidades do cliente, além, é claro, da análise de cada estabelecimento comercial.

Conte para nós, você considera que a tabela Fipe ainda é uma referência mercadológica para as negociações de carros usados e seminovos?

Deixe a sua experiência no assunto nos comentários deste post.

Este artigo foi criado pela equipe InstaCarro para uso exclusivo do Portal N10

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.