Destaques, Universo

Stephen Hawking estava certo: ‘Buraco negro’ criado em laboratório confirma as previsões do físico

Foto Ilustrativa (Divulgação / NASA)

Em um artigo publicado na revista Nature, cientistas dizem que verificaram a teoria que leva o nome do cientista, Hawking Radiation, que hipotetizou que os buracos negros emitem radiação de suas superfícies devido a uma mistura de diferentes fatores relacionados à física quântica e à gravidade.

Para verificar a teoria, cientistas do Technion, Instituto de Tecnologia de Israel‎, criaram o seu próprio buraco negro.

Segundo o Gizmodo, na ausência de instrumentos capazes de observar a radiação em torno de buracos negros com grande distância, os pesquisadores se voltaram para um análogo de um material quântico chamado ‘condensado de Bose-Einstein’.

O material – criado usando um laser para prender átomos de rubídio – é semelhante a um buraco negro, pois cria um “ponto sem retorno”, exceto que, em vez de consumir luz, a matéria afeta o som.

Também como um buraco negro, o som, como um substituto para a luz, tem uma de duas opções quando se depara com o material – ele pode se afastar ou entrar no material, mas uma vez dentro dele não pode escapar.

O análogo produziu exatamente o que Hawking previra.

Embora evidências preliminares da Hawking Radiation tenham sido observadas pelos mesmos pesquisadores em 2016, seu segundo e mais recente experimento foi capaz de confirmar uma série de características sobre a radiação.

Entre as novas observações estavam leituras do espectro térmico dos análogos dos buracos negros e os comprimentos de onda produzidos, ambos correspondendo às previsões feitas por Hawking.

“Do jeito que eu vejo, o que vimos foi que os cálculos de Hawking estavam corretos”, disse Steinhauer ao Gizmodo.

Os resultados dos pesquisadores também parecem ter implicações em favor da teoria de Hawking em relação ao Paradoxo do Buraco Negro, que questiona se a matéria consumida por um buraco negro é perdida por completo.

O paradoxo coloca a relatividade geral contra as descobertas de Hawking em relação à física quântica. Embora a relatividade dita que a energia não pode ser destruída, apenas transferida, a radiação de Hawking parece sugerir que ela pode ser eliminada.

Quanto à Hawking Radiation, o experimento recente fornece a evidência mais forte de sua existência já documentada, mas ainda está aquém da prova absoluta, já que ninguém jamais foi capaz de observar o fenômeno em um buraco negro real.

Os pesquisadores dizem que planejam continuar conduzindo o experimento na esperança de obter ainda mais insights sobre como a radiação pode mudar com o tempo até que a ciência seja capaz de analisar a coisa real.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.