Sonda Cassini se aproxima de impressionante lua de Saturno

(ANSA) – A sonda Cassini, criada a partir de uma colaboração entre as agências espaciais norte-americana (Nasa), europeia (ESA) e italiana (ASI), fez sua maior aproximação a uma das luas de Saturno. Na última quarta-feira, dia 14, o equipamento chegou a apenas 1.839 quilômetros de Encelado e capturou imagens do corpo celeste, que devem ser divulgadas nas próximas semanas.

A lua é a mais impressionante descoberta dos especialistas desde que a sonda começou a explorar o entorno de Saturno, em 2004. O principal motivo é que Encelado tem como superfície uma grossa camada de gelo e o seu interior é tomado por uma grande quantidade de água líquida. Por isso, acredita-se que o astro talvez possa hospedar formas de vida. “É muito forte a vontade de imaginar que a vida poderia existir em um lugar assim tão habitável, a 1 bilhão de quilômetros da nossa casa”, afirmou o professor da Universidade Cornell, nos Estados Unidos, Jonathan Lunine.

A aproximação da sonda foi a que conseguiu capturar imagens mais nítidas no hemisfério norte do corpo celeste, já que no momento o local se encontra em pleno verão e, sendo assim, a luz do Sol ajuda na nitidez e na qualidade do que for registrado pela Cassini.

Como parte da sua missão, o equipamento sobrevoará a lua à procura de gêiseres e fraturas na superfície, o que ajudará a entender se o norte de Encelado continua geologicamente ativo como o sul. “A atividade na superfície e no interior desta lua foi uma grande surpresa para nós. Ainda estamos procurando reconstruir a sua evolução”, disse a astrônoma do Jet Propulsion Laboratory da Nasa, Bonnie Buratti.

No entanto a aproximação do dia 14 foi apenas um teste, que deverá ser repetido no próximo dia 28, com a sonda chegando a uma distância de apenas 49 quilômetros da lua.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!