Sonda Cassini detecta poeira estelar fora do Sistema Solar

(ANSA) – A sonda Cassini, lançada no Espaço para estudar Saturno e suas luas, detectou os primeiros vestígios de poeira estelar fora do sistema solar e sua possível composição.

Graças a um dos seus instrumentos, o Cosmic Dust Analyser (Analisador de poeira cósmica, em tradução livre), destinado a recolher e analisar os minúsculos grãos de poeira presente no espaço interplanetário foi possível capturar 36 grãos de pó, uma quantidade cinco vezes maior do que o esperado.

O instrumento, que funciona como uma espécie de “peneira”, permitiu uma análise que revelou que as amostras são compostas essencialmente por magnésio, cálcio, ferro, silício e oxigênio, os mesmos elementos que compõem as rochas na Terra e estão presentes também na composição o Sol.

Parte desse pó já estava presente no Universo antes da formação do astro, portanto, são amostras de poeira interestelar muito mais antigas do que o nosso sistema solar.

Lançada em 1997, a sonda Cassini é fruto de uma cooperação entre a Nasa, a Agência Espacial Europeia (ESA) e a Agência Espacial Italiana (Asi), e também está ajudando a desvendar as origens da principal estrela do Sistema Solar.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!