Natal em Natal com shows na árvore de Mirassol, zona norte e praia do meio
Foto: Renato Dutra / Prefeitura do Natal

Natal em Natal com shows na árvore de Mirassol, zona norte e praia do meio

novembro 18, 2016 0 Por Rafael Nicácio

Maior projeto cultural da cidade, o Natal em Natal promovido pela Prefeitura do Natal continua movimentando a Árvore de Mirassol, a Zona Norte de Natal e a Praia do Meio com shows de artistas potiguares, levando diversidade musical para todas as regiões da cidade. Além disso, a programação deste sábado (19) apresenta ainda a tradicional “Caminhada Histórica do Natal”, que percorre 50 monumentos e atrações históricas, com arrecadação de alimentos para instituições beneficentes.

Já nessa sexta-feira (18), a partir das 19h, sobem ao palco de Mirassol os artistas Saint Clair e a partir das 20h30 Diana Rafaelly. Clássicos do rock, MPB, música instrumental e internacional de qualidade vão ditar o ritmo da noitada. A Feira de Arte e Cultura oferece também opções gastronômicas e o melhor do artesanato potiguar na Loja Brasil Original, referência no Nordeste, além de um dos cartões postais da cidade: a Árvore de Mirassol.

No sábado (19), a Zona Norte recebe mais uma edição da “Batalha do Vinho”, projeto de música que reúne artistas do Hip Hop e do Rap em duelos de poesia urbana, das 18h às 21h.

Também no sábado, na Praia do Meio, tem apresentação da Filarmônica Reis Magos, dentro do projeto “Nossa Orla, um novo clima no seu verão”. O espetáculo começa às 10h.

Nas áreas do Patrimônio, o Natal em Natal terá também no sábado (19) a “Caminhada Histórica do Natal”, que percorre 50 monumentos e atrações históricas, com arrecadação de alimentos para instituições beneficentes.

Apesar da grave crise financeira que assola todos os entes federados, a Prefeitura do Natal buscou alternativas junto à iniciativa privada e projetos parceiros que se juntaram à programação do calendário cultural de Natal, como explica o secretário Dácio Galvão: “Tivemos uma adesão muito boa de projetos consolidados na cena cultural da cidade que agregam qualidade à programação, que são gratuitos e irão movimentar a economia criativa da cidade em tempos de grave crise financeira e impossibilidade de investimentos à altura por parte do município”.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!