Destaques, Natal

Servidores do Samu realizam protesto vendendo água em Natal

Foto:Divulgação

Trabalhadores do Samu Metropolitano (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tiveram que realizar uma manifestação durante a manhã desta quinta-feira (14). É que há meses eles estão com seus salários atrasados. Os socorristas passaram pelo cruzamento das avenidas Salgado Filho e Bernardo Vieira, na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, pedindo dinheiro, vendendo doces e água mineral.

O pagamento dos salários atrasados dos meses de novembro e dezembro não foi realizado, além do décimo terceiro salário e também não previsão, segundo informações do Governo do Estado.

Durante entrevista concedida ao InterTV Cabugi, um dos trabalhadores que estava no local participando da manifestação, Uzimar Vale, contou a dificuldade de se locomover até o trabalho devido o atraso da remuneração mensal. “Já começa a haver faltas de gente no trabalho, porque as pessoas não têm como se locomover até o trabalho, e a situação de comida também é calamitante. A gente não tem como se manter por mais tempo nessa situação”, disse Uzimar.

Trabalhadores do Samu de Florianópolis, SC, também estavam com salários em atraso. De acordo com o SindSaúde (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde Pública Estadual e Privado de Florianópolis e Região), a situação dos profissionais ainda é indefinida, até que o Governo do Estado confirme como ficará a situação após o término do contrato com a empresa, que encerra na próxima terça-feira (19).

Nesta sexta-feira (15), será realizada uma mobilização a partir das 9h em frente à base do Samu no Centro. Às 10h, dirigentes do sindicato participarão de uma reunião com a Secretaria do Estado da Saúde para saber como será o desfecho dessa situação.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.