Destaques, RN

Servidores do RN pedem reajuste de 16,38% e avisam: “acabou a trégua”

A presidenta do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do Rio Grande do Norte (SINSP/RN), Janeayre Souto, pede ao Governo do Estado o reajuste de 16,38% e um cronograma para a quitação dos débitos salariais do Executivo com os servidores.

Em nota na página oficial do sindicato, Janeayre cobra uma efetivação de medidas por parte do governo e cogita uma paralisação como forma de pressionar o governo, como fez os policiais militares e bombeiros do RN na última segunda-feira, dia 17. “Acabou a trégua”, disse a representante do SINSP.

“Nós estamos com a expectativa que o governo tenha bom senso, tenha juízo e apresente uma proposta, porque nós já estamos também pensando em um dia estadual de paralisação dos servidores públicos, podendo até, daqui para o mês de agosto ou setembro, construirmos a greve geral dos servidores públicos do nosso Estado”, disse Janeayre.

“Nós queremos 16,38%, do mesmo jeito que foi dado aos auditores e aos delegados. O reajuste do abate-teto em 16,38%, do mesmo jeito que foi enviado, de punho, para a Assembleia Legislativa o projeto de lei reajustando o [salário] dos procuradores. Nós também queremos e aqui nós fazemos até um apelo ao Governo do Estado: nós também somos filhos de Deus, somos trabalhadores e trabalhadoras, merecemos também os 16,38%”, completou.

A próxima reunião do SINSP/RN com a governadora está marcada para a quarta-feira, dia 26 de junho. O Sinsp lembra que no dia 1º de julho os servidores da administração direta do estado irão completar 9 anos sem reajuste e nem correção salarial pela inflação do ano.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.