Os servidores públicos estaduais vão paralisar as atividades na próxima terça-feira, dia 13 de agosto. Na data, acontece o Dia de Paralisação do Funcionalismo Estadual em protesto “pelo não atendimento das demandas dos servidores, que foram solicitadas ao Governo do Rio Grande do Norte”. Esta é a primeira grande paralisação dos servidores na gestão Fátima Bezerra (PT), que assumiu o governo em 2019.

O Dia Estadual de Paralisação foi definido e começou a ser construído em 02 de julho, quando representantes do Fórum dos Servidores, reunidos na sede do SINAI-RN, discutiram o resultado da última audiência ocorrida entre o Fórum e a governadora, realizada em 27 de junho. “Naquela data, o Executivo descartou conceder reposição salarial para o conjunto dos servidores e não se pronunciou sobre o pagamento das três folhas que ainda seguem em atraso, relativas a novembro, dezembro e 13º salário de 2018”, destaca o Sindicato.

Além do pagamento das três folhas em atraso, os servidores cobram do governo o tratamento igualitário para todas as categorias; a reposição salarial para o conjunto do funcionalismo; a revogação do decreto nº 29007, que institui o Sistema Financeiro de Conta Única e retira a autonomia financeira das autarquias; a realização de concursos públicos; e a apresentação do calendário de pagamento referente ao ano de 2019.

Durante o Dia de Paralisação (13/08), os servidores estarão concentrados no centro administrativo, no período da manhã. Pela tarde, a programação continua, conforme programação abaixo:

  • 08h: Concentração dos servidores no Centro Administrativo, ocasião em que será servido café da manhã.
  • 09h: Realização de ato político de entidades e atividades culturais;
  • 12h: Almoço;
  • 15h: Integração dos Servidores ao Ato Nacional contra a reforma da Previdência, com concentração no entorno do Midway Mall, na avenida Senador Salgado Filho.

Para a data, com o propósito de trazer até Natal os servidores que trabalham em municípios do interior do Estado, notadamente aqueles que estão em Mossoró, Assú, Pau dos Ferros, Caicó, Currais Novos, Nova Cruz e Macau, será organizado o transporte/deslocamento desses servidores pelas entidades participantes do Fórum, de forma conjunta.

Assembleias convocadas pelo SINAI antecedem Dia de Paralisação

Objetivando tratar da paralisação estadual de 13 de agosto e de questões do funcionalismo, especialmente aquelas pertinentes às demandas de sua base, o SINAI passou a promover, a partir do dia 08 de julho, Assembleias Gerais com as categorias que compõem o Sindicato. Até o momento, nove órgãos da administração indireta do Governo, de um total de doze, realizaram assembleias e todos aderiram ao Dia de Paralisação.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.