Senai/RN lança “Deslancha”, programa com 1.330 vagas para cursos gratuitos

Senai/RN lança “Deslancha”, programa com 1.330 vagas para cursos gratuitos

Senai/RN lança “Deslancha”, programa com 1.330 vagas para cursos gratuitos

Cursos nas áreas de gestão, logística, metalmecânica, construção civil, confecção do vestuário, além de tecnologias da informação e comunicação

Rafael Nicácio julho 14, 2021 Destaques

O Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial no Rio Grande do Norte (Senai/RN), integrante do Sistema FIERN, divulgou o lançamento do “programa Deslancha”, um pacote com 1.330 vagas para cursos gratuitos, de olho em sinais de retomada da economia.

Os cursos focam nas áreas de gestão, logística, metalmecânica, construção civil, confecção do vestuário, além de tecnologias da informação e comunicação. Eles terão duração média de três meses e serão oferecidos, em sua maioria, na modalidade educação à distância – com aulas ao vivo e gravadas disponíveis no ambiente virtual de Aprendizagem do Senai.

Vagas nos cursos do Senai/RN

O programa inclui 16 cursos. Seis deles serão realizados de forma presencial com 130 vagas distribuídas entre o Centro de Educação e Tecnologias Aluísio Bezerra, em Santa Cruz, e o Centro de Educação e Tecnologias Flávio Azevedo, em São Gonçalo do Amarante – próximo a Ponte do Igapó.

Para Santa Cruz, são 25 vagas para o curso de confeccionador de bolsas de tecido, 20 para o de costureiro industrial de vestuário em malha e 15 para o de eletricista de instalações residenciais. Para São Gonçalo, são 25 para curso de pintor de obras, 20 para o de encanador hidráulico e 25 para a área de impermeabilização de estruturas.

Já na modalidade à distância, oferecida pelo Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), a lista abrange oportunidades de qualificação para atuar como almoxarife, assistente administrativo, operador de telemarketing, desenhista mecânico, desenhista de produtos gráficos – Web Design, instalador e reparador de redes de computadores, assistente de recursos humanos industrial, controlador e programador de produção, assistente de logística e montador e reparador de microcomputadores.

Datas de início e cargas horárias variam, mas a previsão é que as primeiras turmas comecem em 12 de julho.

As inscrições estão abertas no site www.rn.senai.br/gratuidade.

Deslancha

Lançamos esse programa com cursos que estão alinhados com a indústria e de olho nos sinais de reaquecimento que o mercado vem emitindo, com previsão de geração de novas oportunidades de trabalho após a crise provocada pela pandemia”, diz o diretor regional do Senai/RN, Emerson da Cunha Batista, acrescentando: “Deslanchar significa dar a partida, ir para a frente, fazer progredir e é isso o que buscamos oferecer neste momento a quem busca o primeiro emprego, uma recolocação ou que já está trabalhando e querendo evoluir”.

O lançamento do programa ocorre em um contexto em que o desemprego ainda é alto e a economia ainda está em crise, mas com indicativos de melhora no cenário, reforça Emerson Batista.

Números das sondagens mais recentes realizadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e a Federação das Indústrias do RN (FIERN) mostram que as expectativas das empresas para os próximos seis meses são de expansão no emprego.

“Cursos coringa”

Rodrigo Mello, diretor do CTGAS-ER e do Instituto SENAI de Inovação em Energias Renováveis, observa que as áreas incluídas no Deslancha envolvem cursos de “ocupação transversal”, ou seja, “cursos coringa”, com formação de profissionais amplamente demandados pelo setor industrial, independentemente do segmento em que as fábricas atuam.

Competências como gestão de pessoas, reparação de redes e webdesign, toda a indústria busca. Todas elas têm um setor como esses trabalhando e as oportunidades certamente serão muito maiores em termos de volume para quem se antecipar ao movimento de retomada das contratações e buscar essa qualificação agora”, disse ele.

Processo seletivo

As inscrições seguem até a data de início de cada curso – com possibilidade, porém, de encerramento antes, a depender do preenchimento das vagas, explica a assessora de educação do CTGAS-ER, Rubia Santos.

A seleção será realizada por ordem de inscrição. Para participar, é preciso ter no mínimo 16 anos, ensino médio incompleto, renda familiar de até dois salários mínimos por pessoa, acesso à internet e conhecimentos básicos de informática.

Conhecimentos

Além de transmitir conhecimentos específicos de cada área, os cursos terão parte da carga horária destinada a aulas de Print (Preparação para inserção no trabalho) e de Softskills.

O Print ensina a como se portar melhor em uma seleção de emprego, a como permanecer nessa vaga e a ter o melhor desempenho possível nessa ocupação”, explica o assessor do Senai/RN, Benilton Medeiros.

Já softskills atua no sentido do desenvolvimento de competências complementares, capazes de diferenciar o profissional no mercado”, acrescenta, explicando que a trilha de aprendizagem nesse caso se baseia em quatro pilares. A lista inclui as chamadas competências de profissionais 4.0 – em que o estudante vai receber subsídios para desenvolver pensamento crítico e buscar inovações no trabalho – além de ensinamentos sobre inteligência emocional, comunicação e produtividade.

Outros artigos