Economia

Governo tem gasto dinheiro do país de forma desequilibrada, aponta Banco Mundial

Foto: Divulgação/Internet

Uma pesquisa concluiu que a economia do país é desequilibrada. Segundo dados coletados pelo Banco Mundial, no Brasil, servidores públicos federais ganham mais do que outros trabalhadores de outras áreas, cerca de 67% a mais. Essa porcentagem é equivalente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional.

Pessoas que deveriam trabalhar para administrar os serviços públicos de forma moderada e ordenada não tem equilibrado bem os gastos do governo. Esse público está dentro do conjunto dos 83% dos que integram 20% mais ricos da população. Servidores estaduais e municipais, estão dentro dos gastos de mais 0,8% de todas as riquezas produzidas no país.

Segundo ainda informações do Banco Mundial, os gastos com aposentadoria de servidores, por exemplo, é o mais alto do Brasil, chegando a 4% do PIB, superando outros países, como Chile, México e Turquia. Para se ter uma ideia, os salários recebidos por cerca de 70% dos servidores públicos ultrapassam a R$ 44.000 por ano. Em segundo lugar estão os funcionários do setor privado formal, com R$ 26.000 por ano e, por último, os trabalhadores informais que recebem R$ 16.000 por ano.

O presidente Michel Temer vem tentando convencer parlamentares a votar a favor da Reforma da Previdência, ainda este ano. O objetivo do novo modelo é igualar os direitos dos trabalhadores, incluindo a distribuição de renda entre trabalhadores públicos e privados.

Para o economista-chefe do Banco Mundial, Antonio Nucifora, a utilização do dinheiro público tem sido usado de forma ineficiente, beneficiando apenas os mais ricos. “Os salários altos não apenas indesejáveis do ponto de vista da eficiência do gasto público, por que você não precisa pagar tanto para atrair recursos humanos de boa qualidade, mas também contribuem para a perpetuação da desigualdade social no país. Por que os servidores públicos já têm renda comparativamente alta, em comparação com o restante da população”, explicou.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.