? Secretaria de Saúde alerta para riscos da não vacinação contra sarampo e pólio
Foto: Divulgação

? Secretaria de Saúde alerta para riscos da não vacinação contra sarampo e pólio

Após a primeira semana da Campanha Nacional de Vacinação Contra Poliomielite e Sarampo (começou em 6 de agosto), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) veio alertar para os riscos que a não imunização pode trazer para as crianças.

Transmitido diretamente de pessoa para pessoa, geralmente por espirros, tosse, respiração e fala, o sarampo é uma doença que apenas a vacinação é capaz de evitar. Apesar de geralmente não apresentar grandes complicações, a enfermidade pode se desenvolver de forma mais grave, com o acometimento do sistema nervoso central, podendo se complicar com infecções secundárias, como pneumonia e chegando até a levar à morte.

A poliomielite também, em geral, apresenta sintomas leves, como febre, dor de garganta, náusea e vômitos. Porém, cerca de 1% dos infectados pode desenvolver a forma paralítica da doença, podendo causar sequelas permanentes, insuficiência respiratória e, em algumas ocasiões, levar à morte.

A campanha segue até 31 de agosto, com o Dia D ocorrendo em 18 de agosto. Ela é voltada exclusivamente às crianças com idade entre 12 meses e menores de 5 anos, incluindo as que já receberam as vacinas anteriormente. Apenas aquelas que foram imunizadas nos últimos 30 dias é que não precisarão de nova dose. Durante o período, o objetivo é imunizar 43.475 crianças na capital do Rio Grande do Norte e os pais ou responsáveis pelos menores podem buscar atendimento em qualquer unidade de saúde do município.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: