São José de Mipibu regula comércio e suspende “atividades com aglomeração”

maio 23, 2020 0 Por Rafael Nicácio
São José de Mipibu regula comércio e suspende “atividades com aglomeração”

Novo decreto editado pela Prefeitura Municipal de São José de Mipibu – cidade da Grande Natal, determina a suspensão até o dia 31 de maio, de eventos e atividades com a presença de público, ainda que previamente autorizadas, que envolvem aglomeração de pessoas.

Bares, restaurantes, lanchonetes, praças de alimentação, sorveterias e estabelecimentos congêneres, irão funcionar das 08:00 às 22:30 somente com serviço de entrega e retirada de alimentos no próprio estabelecimento, sem aglomerações e respeitando o distanciamento social. Além disso, decreto exige a intensificação da limpeza do estabelecimento com a devida higienização, durante o período de funcionamento, preferencialmente com álcool 70% e/ou outro componente que auxilie no combate ao COVID-19, bem como disponibilizar álcool 70% em gel e/ou líquido para os seus clientes ao chegarem no estabelecimento, além de obedecer as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Secretaria Municipal de Saúde e da Vigilância Sanitária Municipal.

Decreto também suspende, pelo período 15 dias, as feiras livres do centro da cidade e na comunidade de Laranjeiras do Abdias, que são realizadas aos sábados e domingos, “uma vez que esses eventos recebem pessoas de lugares distintos, como também colocam pessoas próximas uma das outras, meio que facilita o contágio do coronavírus”. Os supermercados também devem reduzir o acesso de pessoas durante todos os dias da semana.

O centro da cidade e a comunidade de Laranjeiras do Abdias, onde são realizadas as duas feiras do município, são locais com maior número de casos registrados nos últimos dias.

De acordo com a prefeitura, “medidas resultam dos dados estatísticos atuais que apontam o crescente número de casos confirmados, no âmbito municipal, de COVID-19, principalmente nos dias 19 e 20 de maio, que houve um acréscimo de 9 (nove) novos casos, assim, totalizando 42 (quarenta e dois) contaminados e 3 (três) óbitos”. O não cumprimento das medidas anunciadas acarretará multa ao infrator.