RN tem 1.297 casos confirmados de Covid-19 e 56 óbitos

maio 1, 2020 0 Por Rafael Nicácio
RN tem 1.297 casos confirmados de Covid-19 e 56 óbitos

Os dados epidemiológicos da pandemia do novo coronavírus no RN divulgados nesta sexta-feira (1º de maio), mostram que há 1.297 casos confirmados, 4.822 casos suspeitos, 4.185 descartados, 413 recuperados (pessoas que tiveram alta nos hospitais) e 56 óbitos.

Dados também revelam que não houve óbito confirmado por Covid-19 de quinta para esta sexta-feira, entretanto, há o agravante do crescimento de mortes em investigação, em várias regiões do Estado, que somam 19 casos. O isolamento social passou de 49% há dois dias para 55%. O necessário é o mínimo de 60%.

Petrônio Spinelli, secretário adjunto de Saúde do Estado, explicou que o número de casos continua crescendo, mas a abertura de novos leitos hospitalares fez reduzir a taxa de ocupação de leitos críticos na rede pública para 36%. “Ontem tínhamos 39 casos de internamento em leitos críticos. Hoje temos 43, mas a abertura de novos leitos, fez reduzir a taxa de ocupação em UTIs e semi-utis, contudo, continuamos em situação preocupante”, informou Petrônio.

Na execução do Planejamento Estratégico de Combate ao Coronavírus, além da abertura, de 10 novos leitos no Hospital da Polícia Militar em Natal, o Governo do RN mantém em curso ações nas regiões Metropolitana de Natal, Mossoró, Pau dos Ferros e Caicó para ampliar o atendimento aos casos graves de Covid-19.

O secretário adjunto registrou, ainda, o funcionamento dos 25 respiradores do Hospital Giselda Trigueiro em Natal, e da transferência de uma enfermaria daquela unidade para o Hospital Universitário Onofre Lopes – para abrir espaço para leitos exclusivamente Covid-19. O governo trabalha ainda na expansão dos oito leitos do Hospital Regional de Pau dos Ferros, com possibilidade de dobrar a oferta.

Justiça nega recurso da União e empresa deve entregar respiradores ao RN
Foto: Elisa Elsie

Em Mossoró, onde a situação é a mais crítica, o Governo continua articulando ações com os poderes, prefeitura, ministério público e iniciativa privada. “Os leitos do Hospital São Luiz são resultado desta grande parceria. Hoje abrimos 10 UTIs no São Luiz, sob a administração da Apamim. Os leitos são financiados pelo Estado, Prefeitura de Mossoró e Ministério da Justiça. Vamos ter até 35 leitos críticos, com respiradores, naquela unidade, e outros cem leitos que serão disponibilizados de acordo com o aumento da necessidade”, explicou Petrônio.

Outras medidas concretizadas foram os entendimentos para o empréstimo de respiradores do Hospital Universitário Onofre Lopes, da UFRN, para o Hospital Municipal de Natal ampliar os leitos Covid-19 e a Chamada Pública para o Governo do Estado contratar 100 UTIs aos hospitais da rede privada. Estes leitos serão ocupados apenas quando estiverem esgotados os leitos da rede pública e o Governo do Estado fará o pagamento apenas dos leitos efetivamente ocupados.

Municípios

Ao ressaltar a importância do trabalho em parceria na execução do Plano de Estratégico de Combate ao Coronavírus, Petrônio Spinelli ressaltou a importância de todos os municípios se engajarem nos esforços. “É imprescindível que os município cumpram suas funções. A maioria está fazendo, mas todas precisam fazer. O comércio deve ter o funcionamento regulado em todo os municípios para proteger as pessoas e a vida. Os municípios também devem aumentar a proteção aos idosos, através do programa Estratégia de Saúde da Família e aprimorar e alinhar os planos de contingência de cada cidade ao do Estado. O momento não é para disputas de qualquer ordem, mas de somar esforços para salvar vidas”, encerrou.