Mundo, Notícias

Renault é investigada na França por fraude ambiental

(ANSA) – A Justiça francesa investigará se a montadora Renault violou normais ambientais com dispositivos que fraudavam a emissão de gases em veículos a diesel, informou a Promotoria de Paris nesta sexta-feira (13). A investigação foi aberta ontem e será conduzida por três juízes. Seu anúncio já provocou reações nos mercados, com as ações da Renault caindo 4%, a 82,05 euros.

Outras montadoras também serão investigadas pela França. A notícia vem um dia após as autoridades norte-americanas notificarem a Fiat Chrysler Automobiles (FCA) sobre uma possível fraude no sistema de emissão de poluentes também nos carros a diesel. Se confirmados, os casos serão parecidos com o escândalo da alemã Volkswagen, que usou um software em seus veículos para burlar os testes ambientais nos Estados Unidos e na Europa e teve que pagar uma multa de acordo milionária.

Renault

A montadora negou que seus veículos tenham fraudado os testes de emissões de poluentes. “A Renault respeita a legislação francesa e europeia. Os carros Renault sempre foram homologados conforme às leis e regulamentações. Estão em conformidade com as normas vigentes. Os veículos não estão equipados com software de fraude”, disse a empresa, em um comunicado. A montadora também ressaltou que apresentou em março do ano passado a uma comissão técnica independente um “plano completo de redução das emissões” de seus veículos a diesel.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.