PSC cede vaga de Marco Feliciano à Bonifácio de Andrada
Foto: Gustavo Lima/Câmara dos Deputados

PSC cede vaga de Marco Feliciano à Bonifácio de Andrada

outubro 5, 2017 0 Por Aline Rodrigues

O deputado e líder do Partido Social Cristão, Professor Victório Galli (MT), indicou o novo relator da segunda denúncia contra o presidente Michel Temer, o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG), para ocupar a vaga de suplente que era do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Dessa forma, Andrada poderá continuar com o cargo de relator.

Nesta quinta-feira (05), o deputado havia desistido da vaga de suplente da comissão. Não demorou muito e o líder do PSC protocolou, no documento redigido, a indicação de que o relator passe a ocupar uma vaga do partido na comissão.

“Ao cumprimentá-lo cordialmente, indico o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) para integrar, como membro suplente, a Comissão de Constituição e Justiça, em substituição ao deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP)”, afirma o documento destinado ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Mais cedo, a decisão tinha sido anunciada depois de uma reunião entre o líder do PSDB na Câmara, Ricardo Trípoli; o presidente do PSDB, Tasso Jereissati (CE); o líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer (SC), e o próprio Andrada. Na conversa, o deputado teria falado sobre o seu interesse em se manter na relatoria da denúncia e os dirigentes do partido tiveram que falar sobre as dificuldades da bancada em aceitar a decisão.

“Ele (Bonifácio) entendeu a dificuldade de relatar essa matéria pelo PSDB, em função das divergências internas que nós temos na bancada. A partir desse momento, se encontrou um caminho, que o presidente da CCJ teria interesse em tê-lo em uma outra bancada que não fosse a do PSDB, e assim ele poderia relatar a matéria. Dessa forma, nós estamos construindo esse documento que será encaminhado ao presidente da CCJ, onde essa vaga do suplente ocupada pelo deputado Bonifácio será desocupada por ele. Estamos aguardando que o presidente da CCJ diga qual vaga que ele ocupará, para que ele faça o relatório”, disse o líder Ricardo Trípoli após a reunião.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!