Programação cultural no Parque das Dunas e Cajueiro de Pirangi no fim de semana

Programação cultural no Parque das Dunas e Cajueiro de Pirangi no fim de semana

fevereiro 7, 2020 0 Por Rafael Nicácio

No próximo domingo (9), teremos mais uma edição dos consagrados projetos culturais, Bosque Encena e Som da Mata, no Parque das Dunas. Durante a manhã, a partir das 10h, a Companhia Fábrica das Maravilhas subirá ao palco do anfiteatro Pau-brasil apresentando o espetáculo “Chá das Princesas”.

Depois do “Felizes para Sempre”, as princesas vivem alegremente em seus castelos. O príncipe e os anões da Branca de Neve viajaram para uma mina muito distante, então ela decide reunir suas melhores amigas: Bela, Aurora e Cinderela para um chá real. A madrasta da Branca de Neve descobre esse encontro e planeja acabar de vez com a alegria das meninas. Será que ela conseguirá vencer dessa vez? Vamos conferir juntos no próximo domingo!

No período da tarde, às 16h30, o Som da Mata receberá Diogo Guanabara e convidados, para levar muita música instrumental ao público do Parque.

De volta à terrinha para rever a família e amigos, depois de uma temporada em Portugal, Diogo Guanabara escolhe o palco do Som da Mata para apresentar seu mais novo trabalho que irá dividir em duas partes: na primeira, mostrará o resultado da mistura do Choro com alguns elementos eletrônicos (uma espécie de eletroChoro), com roupagens inusitadas para clássicos desse gênero musical. Na outra metade do concerto receberá amigos da cena tradicional do Choro em Natal, como Ticiano D’amore na guitarra, Raphael Bender na percussão, Anchieta Menezes no violão 7 cordas e Wallyson Santos no cavaquinho.

Não perca as atrações do Parque das Dunas! A entrada custa apenas 1 real.

Cajucultura

No Cajueiro de Pirangi também tem programação musical durante o fim de semana. Semanalmente, durante todo o mês de janeiro e fevereiro, a gestão do Maior Cajueiro do Mundo leva atrações culturais e exposições para o local. As ações fazem parte do projeto Cajucultura, que tem o objetivo de entreter o visitante e fazê-lo participar do movimento de valorização da cultura potiguar.