DestaquesEconomia

Preço do gás de cozinha em Natal chega a R$ 113

Neste ano, o gás de cozinha teve 18 reajustes com alíquota acumulada de 47,84%; veja dicas para economizar

O Procon Natal – Instituto Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor de Natal, realizou uma pesquisa no dia 20 de dezembro em áreas da cidade. A pesquisa do Procon Natal mostra que o preço médio de um botijão de gás de cozinha (GLP) de 13kg em Natal no mês dezembro é de R$ 108,48. O maior preço encontrado foi de R$ 113,00 e o menor foi de R$ 100,00 à vista. A variação entre a máxima e a mínima foi de 13%. Neste ano, o gás de cozinha teve 18 reajustes com alíquota acumulada de 47,84%.

Os bairros onde ocorreram a pesquisa foram Potengi, Pajuçara, Igapó, Nossa Senhora da Apresentação, Rocas, Neópolis, Ponta Negra, Pitimbu, Cidade Alta, Mãe Luíza, Nova Descoberta e Quintas, incluindo todas as partes da cidade. O Núcleo de pesquisas abrangeu um total de 21 (vinte e um) pontos de venda, considerando o porte do estabelecimento e o registro da licença de comercialização deste produto, fixado e determinado pela etiqueta de preço.

O preço do botijão pago pelo consumidor no ponto de venda, entre outros, inclui também o custo das vendas e o lucro dos distribuidores e do ponto de venda, dos quais representa 35,89%. Os valores são repassados aos consumidores, encarecendo o produto. Na refinaria o gás de cozinha está cotado a R$ 102,16, segundo dados da Petrobras.

Diferença de preço

Há uma variação imposta pelos estabelecimentos entre pagamentos no cartão e à vista. Em média, o preço de botijão GLP de 13kg no cartão é de R$ 110,76. O estudo também mostra que o menor preço no cartão é R$ 105,00 e o maior é R$ 115,00, o que representa uma variação de 9,52% , ou seja, uma economia de R$ 10.

Em reais, a diferença entre o preço à vista e no cartão é de R$ 2,28. A pesquisa também identificou diferenças de preços para pagamentos em dinheiro, cartão e débito, uma prática legal para os comerciantes nos termos da Lei 13.455 de 2017, onde os comerciantes podem oferecer diferença de preços para pagamentos em dinheiro, cartão de crédito ou débito. O levantamento mostra que todos os estabelecimentos pesquisados ​​têm opção de vender no cartão, porém o consumidor deve observar que em 42,85% dos estabelecimentos que vendem botijões de gás, o preço à vista e no cartão são iguais, e a maioria desses estabelecimentos estão na zona Sul, o inverso é observado na zona Norte, onde todos os estabelecimentos pesquisados ​​cobram os preços mais altos no cartão.

Muitos dos aumentos tiveram um sério impacto na população, especialmente na de menor renda. Só em 2021, foram 18 (dezoito) os aumentos do gás de cozinha, atingindo uma taxa acumulada de 47,8 %. Assim, o Núcleo de Pesquisa, analisando os dados do estudo, encontrou preços diferentes em toda a cidade, com os melhores na região norte e os mais caros no sul. Outro dado levantado apontou uma relação de 7,27% encontrada nos preços médios e de compra nas refinarias, portanto o consumidor deve identificar estabelecimentos que têm seus preços bem mais elevados, ou seja, como ganhos bem superiores ao usual.

O Procon Natal oferece a íntegra da pesquisa aos consumidores em sua página virtual no site, www.natal.rn.gov.br/procon/pesquisa, com o preço mais barato da botijão de 13 kg, as médias e variações encontradas, e orienta os consumidores a utilizarem a pesquisa para economizar neste produto, pois encontrarão os endereços dos estabelecimentos pesquisados ​​e os preços cobrados, à vista e no cartão.

Dicas para economizar o gás de cozinha

1. Evitar abrir o forno

Ao abri-lo, ele perde calor e dessa forma gasta mais gás para voltar a temperatura ideal. Marcar o tempo de preparo da receita ajuda a evitar abrir o forno desnecessariamente.

2. Manter as bocas do fogão limpas

Se as chamas estiverem meio amarelas ou laranjas, é sinal de que as bocas estão sujas ou com mau funcionamento, então o fogo perde sua potência e acaba gastando mais gás para cozinhar o alimento. Já a chama na cor azul significa a queima total do gás em combustão com o oxigênio, ou seja, uma chama mais intensa e mais quente.

3. Uso de panela de pressão

Embora muitas pessoas tenham medo de usar a panela de pressão, ela pode ajudar você a economizar gás, já que cozinha os alimentos em menos tempo. Uma boa dica, no caso de grãos como feijão e grão-de-bico, é deixá-los de molho por, pelo menos, 12 horas. Dessa forma, os grãos ficam mais macios, facilitando ainda mais o cozimento.

4. Evite a passagem de vento

Se na sua cozinha tem uma janela que permite a passagem de vento pelo seu fogão, vale a pena fechá-la enquanto cozinha. Isso porque o vento diminui a potência das chamas, exigindo mais tempo para que a panela atinja a temperatura ideal.

5. Cozimento a vapor

Aproveitar o cozimento de um alimento que está na panela para colocar uma escorredora metálica em cima e já cozinhar outros alimentos no vapor, ex.: Os legumes. Assim, você gasta a mesma quantidade de gás para cozinhar uma quantidade maior de alimentos.

6. Uso de bocas do fogão adequadas

Colocar uma panela pequena em uma boca grande é desperdício do seu gás de cozinha.

7. Tampe as panelas

Panelas tampadas aproveitam mais a chama, cozinhando mais rápido, já que o calor não se dissipa para o ar.

8. Corte os alimentos em pedaços menores

O tempo de uso é determinante para a economia de gás. Por isso, quanto menor o corte do alimento, menos tempo ele levará para ser cozido.

9. Planeje o uso do forno

Cozinhar pratos diferentes que usam o forno na mesma temperatura para cozinhá-los juntos. Talvez a sobremesa e o prato principal indo ao forno juntos, sempre tomando cuidado com os diferentes tempos de cozimento.

10. Planeje e otimize o preparo das refeições

Mais uma vez o tempo na cozinha para preparar refeições é importante. Faça porções maiores, especialmente dos acompanhamentos, e o que sobrar você ainda pode congelar.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo