Destaques, RN

Potiguares irão gastar mais de R$ 80 em produtos da Páscoa, diz pesquisa da Fecomércio

Foto: José Cruz/ Agência Brasil

Na Páscoa se comemora a ressurreição de Cristo, mas o período também é marcado pela troca de ovos de chocolate e consumo de peixe. Diante disso, todo os anos o comércio se prepara para a data, com o objetivo de impulsionar as vendas destes produtos. O setor de serviços também tem sempre uma boa expectativa com este período, já que devido ao feriado da Sexta-feira Santa, muitas pessoas aproveitam para viajar.

Para analisar o comportamento dos consumidores, o Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Comércio da Fecomércio RN (IPDC), realiza há três anos a pesquisa de intenção de compras em Natal e em Mossoró. Este ano, a pesquisa ocorreu entre os dias 3 e 6 de março, e ouviu 661 pessoas na capital potiguar. Já em Mossoró, os pesquisadores foram para as ruas entre 28 de fevereiro e 2 de março, e 540 pessoas foram entrevistadas.

Na capital, o IPDC constatou que 59,5% dos natalenses têm a intenção de presentear na data comemorativa. Este resultado é melhor do que o registrado pela mesma pesquisa em 2017, quando 53,8% dos consumidores tinham a intenção de comprar algum presente na Páscoa. Já o gasto médio previsto é de R$ 88,10, valor 7,2% maior do que os natalenses pretendiam gastar em 2017, quando a pesquisa apurou uma pretensão de gastos em R$ 82,15.

Entre os 40,5% dos consumidores natalenses que afirmaram que não irão às compras, a falta de dinheiro (48,9%), a falta de costume de presentear (23,5%), e o desemprego (9%) foram como alguns dos motivos para esta decisão. Entre os que irão comprar, 92,1% têm como foco comprar o chocolate e suas variações, que vão desde ovos de chocolate (77,4%), caixas de bombons (33,3%), até as barras de chocolate (13,7%).

Ovo-da-páscoa-de-travessa

Apesar da tradição ser em torno da troca de ovos e outros produtos de chocolate, alguns consumidores informaram que irão presentear com peças de vestuário (7,6%) e calçados (1,8%). As compras serão destinadas, na maioria, aos filhos (50,4%), seguidos pelos esposos (as) ou namorados (as), com 29,5%, e pai /mãe, com 15,8%.

Para efetuar as compras, seja em supermercados e lojas especializadas de shoppings centers (46,1%) ou em supermercados e lojas de comércio de rua (45,9%), 69,9% dos consumidores irão pagar à vista e em dinheiro. Mas antes de comprar, 73,5% dos consumidores irão pesquisar o preço, levando em consideração as ofertas e promoções (50,6%); a marca do produto (42%) e os brindes (7,4%).

Além do chocolate, também há um incremento na venda do pescado no período que antecede a Semana Santa, já que faz parte da tradição religiosa de comer carne branca na Sexta-Feira. Levando isso em consideração, o IPD apurou que mais de 77% dos natalenses irão comprar peixes e/ou crustáceos, desembolsando, em média, R$ 62,54. Os peixes mais procurados serão: Tilápia (19,6%), Atum (15,3%), Cioba (7%), Dourado (6,7%), Bacalhau (6,5%), Corvina (5,6%).

Com o feriado da Sexta-feira Santa, os consumidores aproveitam para viajar, movimentando hotéis, pousadas e restaurantes. Porém, 81,7% das pessoas entrevistadas afirmam que não irão viajar. No ano passado, este índice foi de 74,4%. Entre os 18,3% que fazem planos de viajar, 86,8% devem ir para interior ou litoral potiguar, 10,7% para outros estados, e 2,5% para o exterior.

Mossoró

A exemplo de Natal, a capital do Oeste também houve aumento na intenção de gastos com os produtos da Páscoa. Este ano os consumidores devem gastar, em média, R$ 83,91, contra R$ 78,63 aferidos na mesma pesquisa do ano passado, o que representa um aumento de 6,7%.

No total, 56,7% dos mossoroenses irão presentear na Páscoa deste ano, um aumento de 7,5 pontos percentuais em relação a 2017, quando 49,2% dos entrevistados tinham a intenção de comprar. A maioria dos que não irão as compras (43,3%) apontam como principal motivo a falta de dinheiro (55,6%).

No topo da lista, o chocolate será o item mais procurado por 90,5% dos que irão presentear. Os contemplados devem ser os filhos (56,7%), cônjuge (23,9%), pai/mãe (20,9%), sobrinhos (17,6%), irmão (7,5%), neto (5,2%), afilhados (3,3%) e amigos (2%).

Os produtos de chocolate mais procurados serão os tradicionais ovos de Páscoa, com 68,9%; seguidos pela caixa de bombons (15,2%); barras de chocolates (7,6%); cestas de chocolate (2,7%); e trufas de chocolate (2%).

Assim como os natalenses, os moradores de Mossoró irão pesquisar o melhor preço antes de garantir a compra, que será paga, na maioria à vista e em dinheiro (72,2%). Apenas 10,8% irão pagar no cartão de crédito rotativo.

Os locais que serão mais procurados para fazer a pesquisa de preço e compras são as lojas de comércio de rua (37,3%); supermercados (35%); e lojas de shopping (21,6%). Os principais pontos que serão observados pelos consumidores serão os preços e as ofertas (49%), como também as marcas dos produtos (40,2%).

A pesquisa do IPDC/Fecomércio RN também apontou a disposição do consumidor para adquirir frutos do mar: 78,5% disseram que sim. Entre os tipos de peixes mais desejados para consumo na Semana Santa pelos mossoroenses estão Tilápia (40,3%), Serra (9,7%), Cioba (6,6%), Bacalhau (5,7%), Atum (4,7%), Corvina (4%). A média dos gastos com pescados ficou em R$ 60,98.

A maioria (76,1%) dos entrevistados de Mossoró também não pretende viajar. Entre os 23,7% que pretendem viajar neste período, outras cidades do interior do estado e o litoral são as principais opções (86%).

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.