Potiguar Italo Ferreira vence final contra Medina e é campeão mundial de surfe

dezembro 20, 2019 0 Por Rafael Nicácio
Potiguar Italo Ferreira vence final contra Medina e é campeão mundial de surfe

Foi uma das decisões mais emocionantes e apertadas do circuito mundial de surfe em 2019. Disputando o troféu da temporada, Italo Ferreira e Gabriel Medina venceram suas baterias no Pipe Master até se encontrarem na decisão da etapa final do ano, em Pipeline, no Havaí — o palco mais icônico do esporte. Quem vencesse levaria não só o campeonato, mas o título mundial. Em um duelo de tubos de lado a lado, Italo (que é natural de Baía Formosa) levou a melhor para se tornar campeão mundial pela primeira vez.

Ao sair da água, o potiguar de 25 anos, emocionado e chorando muito, quase não conseguia falar. Ele dedicou a conquista a um tio e uma avó falecidos recentemente.

“Este é meu sonho. Dediquei toda minha vida para isso. Não consigo acreditar. Gabriel é um grande competidor, está de parabéns, mas esse é o meu momento”.

Os dois serão os representantes brasileiros nos Jogos de Tóquio-2020, quando o surfe fará sua estreia olímpica. Entre as mulheres, o Brasil classificou Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima.

Italo é o terceiro brasileiro a levar o título mundial. Gabriel venceu em 2014 e 2018, e Adriano de Souza foi o melhor em 2015.

No caminho para o título, Italo venceu três etapas: a de abertura, na Austrália, a penúltima, em Portugal, e em Pipeline.

Na decisão, Italo não quis perder tempo e logo achou um bom tubo para a direita, recebendo nota 7,83. Medina reagiu quase na mesma moeda: 7,77. O bicampeão, porém, não achou mais ondas boas, e viu o potiguar de 25 anos vencer a bateria por 15,56 a 12,94 pontos.