Por que o preço do bitcoin está caindo tanto?

Por que o preço do bitcoin está caindo tanto?

fevereiro 6, 2018 0 Por Rafael Nicácio

O Bitcoin, a moeda digital mais conhecida no mundo, já está girando abaixo dos US $ 8.000 pela segunda vez em três dias. De acordo com a plataforma Coin Marketcap, a unidade dessa criptomoeda está sendo negociada na casa dos US $ 7.094,5 nesta terça-feira (06), atingindo um novo mínimo em dois meses.

A perda de seu valor, de acordo com especialistas, ainda são as medidas regulatórias e proibições de operações com criptografia. Por exemplo, o banco britânico Lloyds Banking Group anunciou no domingo que proibirá seus clientes de comprar bitcoins usando cartões de crédito.

De acordo com o Business Insider, a Lloyds Banking tornou-se o primeiro credor britânico a proibir seus clientes de usar seus cartões de crédito para comprar bitcoins. Um porta-voz do banco disse que a medida foi tomada para “proteger os clientes” de possíveis perdas financeiras .

A medida foi adicionada a proibições similares aplicadas por gigantes financeiros dos EUA, como a JPMorgan Chase & Co e o Citigroup, com medo de que os credores pudessem ser responsabilizados por perdas maciças em caso de falha no valor da criptomoeda.

De fato, nas últimas semanas surgiram preocupações no setor depois que o Facebook vetou os anúncios relacionados ao bitcoin.

Além disso, o ministro das Finanças da Índia, Arun Jaitley, disse na semana passada que o governo indiano “não considera as criptografia legais e tomará todas as medidas para eliminar o uso delas no financiamento de atividades ilegítimas ou como parte da sistema de pagamento”.

Para Mauricio Tovar, co-diretor do grupo de pesquisa TIC na Universidade Nacional de Bogotá, a volatilidade da moeda virtual deve-se a uma “correção natural do valor máximo” apresentada pelo bitcoin em dezembro .

“É importante notar que, do ponto de vista tecnológico, o bitcoin não registrou mudanças substanciais, no entanto, são precisamente as questões regulatórias que geraram volatilidade de preços, e o que está acontecendo neste momento é uma correção desde que a unidade foi cotada em 20 mil dólares”, assegurou Tovar.

Por outro lado, o especialista disse que as especulações levam os investidores a entrar em pânico. “Na Coréia do Sul, por exemplo, eles disseram que iriam proibir as criptografias e isso não aconteceu, e, finalmente, esses anúncios, que não se materializaram, acabam gerando mudanças nos mercados”, acrescentou Tovar.

O governo de Pequim revelou na segunda-feira (06) que deseja encerrar as últimas transações de criptografia, como o bitcoin, que ainda são feitos da China, bloqueando o acesso a plataformas estrangeiras e retirando seus aplicativos de plataformas móveis locais.

O objetivo é, em nome da “estabilidade financeira” desligar “incêndios recentes” de moedas virtuais na China e acabar com as criptomoedas de angariação de fundos “renováveis”, explicou no domingo a publicação oficial  da Jinrong Shibao, revista financeira sob a égide do banco central.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!