Brasil, Destaques

PF abre novos inquéritos contra Henrique Alves e outros políticos

Henrique Alves
Foto: José Cruz/ Agência Brasil

A Polícia Federal abriu novos inquéritos com base na delação premiada de Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro. Os alvos são a ex-ministra Ideli Salvatti (PT), o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves (PMDB), o ex-deputado federal Cândido Vaccarezza (ex-PT-SP), o ex-deputado Jorge Bittar (PT) e o também ex-deputado Edson Santos (PT).

Atendendo a um pedido do Ministério Público Federal, a PF também abriu um inquérito para apurar as obras do Estaleiro Rio Tietê e um procedimento denominado Verificação Preliminar de Informações sobre seis empresas que, de acordo com o delator, “pagaram de forma continuada vantagens ilícitas, tanto em doações oficiais quanto em repasses em dinheiro”.

Segundo Machado, Ideli Salvatti solicitou “recursos para campanha de 2010”. O delator afirmou que o dinheiro “foi transferido, via doação oficial, o montante de R$ 500 mil pela Camargo Corrêa” naquele ano.

Sobre Henrique Alves, o ex-presidente da Transpetro disse que, durante sua gestão à frente da empresa, repassou ao PMDB “pouco mais de R$ 100 milhões, cuja origem eram vantagens ilícitas pagas por meio de empresas contratadas pela Transpetro”. “Desse valor, R$ 1,550 milhão foi repassado ao deputado Henrique Alves, da seguinte forma: pela empresa Queiroz Galvão foi pago R$ 500 mil (2014); R$ 250 mil (2012); R$ 300 mil (2008); pela empresa Galvão Engenharia foi repassado R$ 500 mil (2010)”, disse.

Ao comentar sobre Vaccarezza, Machado afirmou que foi procurado pelo parlamentar em 2010, quando Vacarezza solicitou “apoio financeiro”. Segundo Machado, a empreiteira Camargo Corrêa transferiu R$ 500 mil para o diretório do PT. “O valor era oriundo de vantagens ilícitas pagas por empresa contratada pela Transpetro (Camargo Corrêa)”, acrescentou.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.