Pessimismo dos consumidores atinge maior nível desde 2001

Pessimismo dos consumidores atinge maior nível desde 2001

Pessimismo dos consumidores atinge maior nível desde 2001

Romário Nicácio junho 29, 2015 Economia

(Agência Brasil) – As perspectivas de queda na renda e de maior endividamento elevaram o pessimismo do consumidor ao maior nível em 14 anos. O Índice Nacional de Expectativa do Consumidor (Inec), elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) caiu 2,5% em junho na comparação com maio e registrou o menor nível desde junho de 2001.

Quanto menor o índice, maior o pessimismo dos consumidores. Na comparação com junho do ano passado, o índice caiu 9,5%. De acordo com a CNI, a deterioração na confiança em relação à economia é preocupante porque os efeitos ultrapassam o consumo e levam ao adiamento dos investimentos das empresas, dificultando a recuperação da economia.

A maior queda foi registrada no índice de renda pessoal, que recuou 12,2% de um mês para outro. O indicador de estimativa sobre a situação financeira caiu 9,8% na mesma comparação. O índice de endividamento caiu 3,8%; e o de inflação, 0,6%. Em todos os casos, a retração no indicador demonstra piora nas expectativas.

Elaborado em parceria com o Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), o Inec deste mês ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios, entre 18 e 21 de junho.

Outros artigos