Destaques, Universo

Pesquisadores da UFRN participam de projeto de observatório espacial

A Agência Espacial Europeia (ESA) anunciou na última semana a aprovação para construção do Telescópio Espacial PLATO (Planetary Transits and Oscillations of Stars), especializado na detecção de exoplanetas e estudo das oscilações estelares. A decisão era aguardada há mais de dois anos pela comunidade internacional e se constitui num importante passo na busca de planetas habitáveis em outros sistemas estelares.

Segundo o professor José Dias do Nascimento, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), o PLATO irá liderar nos próximos anos a busca por exoplanetas que potencialmente devem ser habitáveis. Ele acrescentou ainda que o anúncio  da ESA  sobre a continuidade do  programa Cosmic Vision coloca definitivamente a Europa, o Brasil e outros países parceiros, de volta ao espaço e na corrida por detecção de planetas parecidos com a Terra e que orbitem as zonas habitáveis de suas respectivas  estrelas.

José dias disse também que o Grupo de Estudos da Evolução & Estrutura Estelar e Planetas (G3), do Departamento de Física da UFRN, do qual faz parte, está formalmente ligado ao Programa e consequentemente ao desenvolvimento deste observatório Espacial.

O custo da missão PLATO foi estimado em 2015 em 600 milhões de Euros e teria 26 telescópios a bordo de uma plataforma espacial.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!). Fale conosco!

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.