Paralimpíada Escolar trará mais de 1 mil atletas para Natal em novembro

O comitê gestor da 7ª Paralimpíada Escolar se reuniu nesta sexta-feira (16), no auditório da Secretaria de Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas) para definir os ajustes finais da logística do evento (transporte, segurança, alimentação), que será realizado em Natal de 23 a 28 de novembro.

A Paralimpíada Escolar é o maior evento escolar para pessoas com deficiência do mundo. A competição é organizada pelo Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e conta com o apoio do Governo do Rio Grande do Norte. Participarão do evento mais de mil estudantes de 13 a 17 anos, de delegações de todo o país. Os atletas disputarão medalhas em dez modalidades: atletismo, natação, futebol de 5, futebol de 7, goalball, tênis de mesa, bocha, judô, tênis em cadeira de rodas e voleibol sentado. Além de medalhas, os campeões ganham o direito de receber a Bolsa Atleta nível escolar. O evento será sediado em quatro polos: Centro de Convenções de Natal, UFRN, Colégio Neves e Aeroclube.

“Esse evento, devido ao seu porte, vai dar uma oportunidade para a sociedade ter um olhar mais especial para a pessoa com deficiência, destacando a importância de políticas públicas voltadas para a pessoa com deficiência”, ressaltou a secretária da Sethas, Julianne Faria.

Disputadas desde 2006, as Paralimpíadas Escolares já foram vitrine de alguns dos mais talentosos atletas paralímpicos brasileiros da atualidade. Alan Fonteles, campeão mundial e ouro nos Jogos Paralímpicos de Londres-2012, Lorena Spoladore e Verônica Hipólito, campeãs mundiais de atletismo, Talisson Glock, medalhista mundial da natação, e Leomon Moreno, campeão e artilheiro do último Mundial de Goalball (modalidade exclusiva para cegos), são alguns dos nomes que já passaram pela maior competição estudantil do país.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!