Para melhorar internet, Google irá ligar Brasil e EUA com um cabo submarino de 10 mil km

Para melhorar internet, Google irá ligar Brasil e EUA com um cabo submarino de 10 mil km

Para melhorar internet, Google irá ligar Brasil e EUA com um cabo submarino de 10 mil km

Romário Nicácio outubro 11, 2014 Ciência

Para atender a alta demanda de usuários da internet, a Google, ao lado de companhias de telecomunicações, irá instalar um cabo submarino que ligará o Brasil aos Estados Unidos. O investimento irá turbinar a infraestrutura necessária para as conexões de internet na América Latina.

A notícia foi divulgada na última quinta-feira (9) pelo grupo de empresas que conduzem o projeto. Além do Google, são elas: Algar Telecom, do Brasil, Angola Cables, de Angola, e a estatal Antel, do Uruguai. Com seis pares de fibra, o cabo terá extensão de 10,5 mil km. A expectativa do grupo é que essa instalação amplie a largura de banda dos cabos submarinos já existentes em 64 Terabits por segundo (Tbps).Todas as companhias participarão da construção e financiamento do cabo.

Em comunicado, o governo uruguaio informou que o projeto deverá receber um investimento de US$ 400 milhões. A previsão é que fique pronto no fim de 2016. “Este investimento faz parte de um esforço conjunto para construir a malha da Internet, preparando nosso país e a região para o aumento da demanda”, disse o governo uruguaio em comunicado.

O Google explica que a intenção em ligar Brasil-EUA é a de ampliar a estrutura necessária à conexão entre os usuários latinos, quase 300 milhões, e a sede das maiores centrais de dados acessadas no mundo.

Confira o vídeo e saiba como será instalado o cabo submarino: 

https://www.youtube.com/watch?v=YOgClt5bwew

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial.

Outros artigos

5 tendências de marketing digital para 2022

setembro 17, 2021

5 tendências de marketing digital para 2022

O marketing digital é um mercado extremamente dinâmico e que muda constantemente. Sendo assim, os próximos anos serão muito interessantes para profissionais e empre...