Papa pede que paróquias da Europa recebam imigrantes

Com a grave situação dos imigrantes que fogem dos conflitos da Síria e de outros lugares controlados pelo Estado Islâmico, o Papa Francisco pediu neste domingo (6) que toda paróquia e comunidade religiosa na Europa receba ao menos uma família imigrante cada. De acordo com ele, o gesto de solidariedade começará pelo próprio Vaticano.

Com o número de refugiados que chegam à Europa atingindo nível recorde, o pontífice foi aplaudido pela população na Praça de São Pedro quando fez o pronunciamento.  “Apelo às paróquias, às comunidades religiosas, aos monastérios e santuários de toda a Europa que recebam uma família de refugiados”, disse ele após mais um discurso dominical no Vaticano. Francisco disse ainda que as duas paróquias do Vaticano irão receber uma família de refugiados cada nos próximos dias.

Na última semana, o menino sírio Aylan Kurdi, de 3 anos, cuja foto de seu corpo morto em uma praia do município costeiro turco de Bodrum chocou o mundo e ativou os debates sobre a crise migratória que atinge a Europa, estava fugindo da cidade de Kobane, que há meses é dominada pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI, ex-Isis). De acordo com a imprensa turca, Aylan viajava com sua família e tinha partido da Síria com o objetivo de chegar ao continente europeu via ilha de Kos, na Grécia.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!