Papa pede fim de guerras e combate aos traficantes

(ANSA) – O papa Francisco fez um apelo nesta quarta-feira (02) durante a audiência geral na Praça São Pedro e pediu que o mundo pare de fazer guerras. O pedido foi uma lembrança pelos 70 anos do fim da Segunda Guerra Mundial. Em 2 de setembro de 1945, o Japão assinou o documento de rendição na baía de Tóquio.

Mais uma vez, Jorge Mario Bergoglio fez um apelo pelo fim dos repetidos conflitos, com os “horrores e os terríveis sofrimentos” que derivam das guerras, e contra o tráfico de armas que as alimentam. “Nestes dias, também no extremo Oriente, se lembra a conclusão da Segunda Guerra Mundial. Renovo a minha fervorosa oração ao Senhor de todos para que, com a intercessão da Virgem Maria, o mundo de hoje não tenha mais que experimentar os horrores e os terríveis sofrimentos de eventos semelhantes. Mas, ele experimenta”, destacou.

Durante a homilia, o Pontífice relembrou “as minorias perseguidas, os cristãos perseguidos” e condenou aqueles que “fabricam as armas: armas ensanguentadas, armas banhadas no sangue de tantos inocentes”.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!