Mundo

Panasonic vai reduzir semana de trabalho no Japão para 4 dias

"Devemos apoiar o bem-estar de nossos funcionários", disse recentemente o presidente e CEO Yuki Kusumi

A Panasonic anunciou planos para oferecer uma semana de trabalho de quatro dias aos funcionários no Japão em um esforço para melhorar a produtividade e atrair melhores trabalhadores, de acordo com informações da Nikkei Asia. A medida ocorre depois que o governo japonês fez recomendações oficiais aos empregadores privados em 2021, que incluíam uma semana de trabalho mais curta.

A semana de trabalho de quatro dias foi espalhada pelo mundo de várias maneiras, da Finlândia à Nova Zelândia. Às vezes, semanas mais curtas significam apenas que os empregadores prolongam os quatro dias de trabalho, mantendo algo próximo a 40 horas. Outras vezes, as empresas oferecem uma semana mais curta com menos horas totais, para que as pessoas possam se dedicar a mais tempo livre ou mais educação.

Devemos apoiar o bem-estar de nossos funcionários“, disse recentemente o presidente e CEO Yuki Kusumi, segundo a Nikkei.

A Panasonic espera dar aos trabalhadores mais tempo para perseguir seus interesses pessoais, seja como voluntários ou em um trabalho paralelo. Os detalhes serão trabalhados por cada empresa operadora.

Apenas 8% das empresas japonesas ofereceram mais de dois dias de folga garantidos por semana em uma pesquisa de 2020 do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar. Aqueles que geralmente procuram ajudar os trabalhadores a atender às demandas de suas vidas pessoais, como o Yahoo Japan e o Sompo Himawari Life Insurance, que começaram a oferecer um terceiro dia de folga em 2017 apenas para cuidadores de crianças ou parentes mais velhos“.

As empresas que tentaram uma semana de trabalho mais curta, mantendo um salário competitivo, geralmente não encontraram perda de produtividade. Na verdade, as empresas de tecnologia descobriram que o corte de horas geralmente leva a alta produtividade, sem mencionar maior satisfação entre a força de trabalho. Quando a Microsoft no Japão testou uma semana de trabalho de quatro dias em 2019, a produtividade aumentou 40%, de acordo com o Washington Post.

Apesar de ter uma reputação nos EUA como uma cultura workaholic (viciado em trabalho), os japoneses trabalham menos horas do que seus colegas americanos, de acordo com os dados mais recentes da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Os Estados Unidos ocuparam o 11º lugar em termos de mais horas trabalhadas pelo trabalhador médio entre os países da OCDE, enquanto o Japão ficou em 26º. Os cinco primeiros, na ordem, incluíram: Colômbia, México, Costa Rica, Coreia do Sul e Rússia.

Os americanos receberam a promessa de uma semana de trabalho mais curta por gerações. De fato, os especialistas econômicos da década de 1960 tinham certeza de que agora estaríamos trabalhando apenas 16 horas por semana, com robôs fazendo a maior parte do trabalho. Seu único problema seria o que fazer com todo o seu tempo livre.

E aí, o que você acha de uma semana de trabalho reduzida?

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.