Pacientes do Hospital Municipal de Natal tiram do próprio bolso para realizar imobilizações

Pacientes do Hospital Municipal de Natal tiram do próprio bolso para realizar imobilizações

outubro 20, 2020 0 Por Rafael Nicácio

A Ortopedia do Hospital Municipal de Natal está com falta de materiais para imobilizações específicas há cerca de um mês. Os pacientes que precisam realizar o procedimento ortopédico precisam tirar do próprio bolso para comprar os materiais. E quem não tem dinheiro volta para casa com a fratura. É o que afirma o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Rio Grande do Norte (Sindsaúde-RN).

“Além disso, faltam medicamentos como Voltaren e Tilatil, e materiais básicos de higiene. O álcool 70%, por exemplo, está sendo racionado entre todo o setor, com apenas 5L à disposição de todos os servidores, assim como papel toalha. As medicações intramusculares estão sendo realizadas com agulhas de tamanhos inadequados”, diz o sindicato.

Essa é a realidade da saúde na capital potiguar. “O gestor municipal parece destacar que também é médico nas suas declarações apenas por conveniência, pois não prioriza a saúde. As unidades estão sucateadas e funcionam com déficit de profissionais”, afirma o Sindsaúde-RN.

Por fim, o sindicato solicita “que a Prefeitura garanta todos os matérias necessários para a realização de imobilizações no Hospital Municipal. É absurdo os trabalhadores tirarem do próprio bolso para comparar matérias para os procedimentos. A população de Natal merece respeito”.

Entramos em contato com a assessoria de comunicação da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e até o momento não tivemos retorno.