Por que fazer outplacement? Quais as vantagens para as empresas?

Por que fazer outplacement? Quais as vantagens para as empresas?

Por que fazer outplacement? Quais as vantagens para as empresas?

Wagner Santos julho 2, 2021 Colunas

O desligamento de colaboradores é sempre um momento delicado para ambas as partes. Ao contrário do que muitos pensam, essa ação também causa reflexos negativos nas empresas.

Processos de demissões geram custos e, quando feitos de forma equivocada, podem acarretar processos trabalhistas e danos de imagem. 

Empresas que se preocupam com essas questões e também com o bem-estar do colaborador que será demitido, estudam sobre adotar a metodologia outplacement

Você já ouviu falar sobre esse assunto? Esse é um processo que visa diminuir os impactos negativos da demissão ao colaborador. Empresas que colocam o outplacement em prática provam seu compromisso com seus profissionais, mesmo quando estão sendo demitidos.

Elas proporcionam diversas ferramentas para que o antigo colaborador consiga se recolocar no mercado de trabalho mais rapidamente. As vantagens dessa abordagem para os funcionários são evidentes e abordadas em diversos conteúdos na internet, mas e para as empresas? 

A seguir, explicaremos tudo sobre o tema. Como funciona, técnicas, ferramentas, conceito e principalmente quais os benefícios de aplicar o outplacement – ou contratar uma empresa para isso – em seu negócio.

Acompanhe para saber mais sobre outplacement e os motivos para colocá-lo em prática!

O que é outplacement?

Outplacement é uma palavra em inglês que significa recolocação. Contudo, refere-se a uma série de práticas que visam mais do que somente a recolocação do profissional em outra empresa.  

Esse termo tem a ver com o processo de demissão humanizado que torna esse momento tão delicado em uma situação menos traumática ao profissional, fornecendo amparo e ferramentas para ajudá-lo a dar os próximos passos.

Essa é uma preocupação nos Estados Unidos desde os anos 60. No Brasil, a procura por outplacement e desligamentos humanizados começou por volta dos anos 80. 

Em ambos os países, essas soluções foram criadas e adotadas em momentos de crise em que muitas pessoas perderam o emprego e empresas tiveram que demitir, mesmo acreditando no potencial dos profissionais. 

Com a pandemia em decorrência da disseminação do COVID-19, milhares de trabalhadores foram desligados. Novamente, a busca por outplacement aumentou e se faz cada vez mais necessária. 

Mas, afinal, o que é outplacement na prática?

Como esse método funciona?

Outplacement é um conjunto de soluções usado para diminuir o impacto da demissão na carreira do profissional. Vão desde planejar o desligamento com cautela, até preparar os colaboradores demitidos a encarar o mercado e conseguir novas oportunidades.

Na prática funciona da seguinte maneira: a empresa contrata profissionais qualificados em outplacement quando desejar demitir algum profissional ou após o desligamento. 

O primeiro passo dessa metodologia é planejar a demissão – caso ainda não tenha sido feita. O profissional analisa o perfil do colaborador, entende os motivos da empresa e traça uma estratégia para realizar a demissão da maneira mais humanizada possível.

A próxima etapa é a comunicação da demissão, o gestor, líder, empreendedor ou colaborador que der essa notícia ao profissional deve indicar os motivos do desligamento, quais os benefícios tem para receber, FGTS e todas as orientações burocráticas desses processos. 

Logo em seguida, deve explicar como o outplacement será feito – indicando quando começará e quais suportes a empresa o proporcionará. No primeiro momento, a organização costuma oferecer um apoio psicológico para saber lidar com a situação e também identificar quais os próximos passos. 

Portanto, após decidir o que deseja fazer na sua carreira, os profissionais especializados vão traçar todos as ações necessárias para que ele atinja tal meta o mais rápido possível. 

Então, indicará cursos, palestras, workshops, dará orientações de como se portar em entrevistas, quais são pontos fortes e os que devem ser melhorados (além de atualizar e reformular o currículo do profissional para que ele tenha mais chances nos processos seletivos).

Ou seja, o colaborador receberá diversas ajudas para se preparar para o mercado de trabalho. Ele estará mais preparado e capacitado para se recolocar o mais rápido possível na área que deseja.

Quais as vantagens para as empresas?

Para os colaboradores, as vantagens são claras. Afinal, recebem um apoio profissional para conseguirem mais oportunidades de emprego após seu desligamento. 

Nesse sentido, para as empresas, os benefícios também são importantes. O Outplacement proporciona processos mais humanizados e tranquilos para ambas as partes. Essa metodologia melhora o clima organizacional, já que demonstra a preocupação da organização com seus funcionários. 

Também reduz processos trabalhistas e mal entendidos no momento dos desligamentos. Ainda melhora a imagem da empresa no mercado, se posicionando como uma marca consciente, humanizada e responsável.

Portanto, não dá para negar que essa é uma preocupação importante,  pois impacta em seus resultados, podendo colocá-la em posições de destaque positivas ou negativas entre seus concorrentes. 

Em conclusão, além de garantir que seus colaboradores tenham todo o apoio necessário após a demissão. Ainda mais em momentos de crise em que há muitas incertezas e medos para ambas as partes. 

O investimento vale a pena!

Outros artigos