Universo

Os sete eventos astronômicos de 2021 que você não pode perder

O ano de 2020 foi um ano em que fenômenos incomuns puderam ser vistos no céu: eclipses solares completos, super luas ou a aproximação entre Júpiter e Saturno, os maiores planetas do sistema solar. Embora essa estreita conjunção não se repita por séculos, os dois gigantes terão um papel significativo no calendário astronômico de 2021.

11 a 12 de fevereiro: máxima conjunção de Vênus e Júpiter

Vênus e Júpiter estarão se aproximando ao máximo entre 11 e 12 de fevereiro. Embora eles figurem entre os quatro corpos celestes mais brilhantes no horizonte (depois do sol e da lua), é provável que seu encontro seja difícil de ser apreciado a olho nu nas latitudes do norte, enquanto no hemisfério sul o encontro pode ser visto com mais facilidade.

26 de maio: ‘Lua Vermelha’ na noite do eclipse total

A lua estará num eclipse total durante a noite de 26 de maio. Este fenômeno poderá ser observado na América do Sul, Austrália, parte da América do Norte e Ásia. Antes do eclipse e alguns minutos depois, será apreciado o efeito conhecido como ‘lua vermelha’ (ou Lua de Sangue), devido à difração de luz que aparentemente reflete no satélite. A data também coincide com uma Super Lua, a posição em que o satélite está mais próximo da Terra.

10 de junho: eclipse solar anular

A oportunidade de desfrutar do espetáculo de um eclipse solar na forma de um anel de fogo nunca está disponível para todos. Normalmente a lua é incapaz de cobrir completamente o sol e quando o satélite cobrir a região central da estrela, a coroa solar será visível. No entanto, o anel perfeito só pode ser visto de uma parte da superfície do planeta: Canadá, Groenlândia e Extremo Oriente da Rússia serão os locais de onde o fenômeno poderá ser melhor visto; enquanto no resto da Rússia, Europa e nordeste dos Estados Unidos poderá ser parcialmente contemplado, segundo uma das projeções publicadas.

12 e 13 de agosto: as Perseidas

No final do pico de visibilidade da Via Láctea, que persistirá por todo o mês de julho, chegará a chuva de meteoros de maior continuidade, que vai de 17 de julho a 24 de agosto. Sua intensidade máxima será na madrugada de 12 de agosto, com 110 meteoros por hora. A fase crescente da lua fornecerá uma boa condição para a observação de meteoros em locais com pouca poluição luminosa.

Duas chuvas de meteoros simultâneas em outubro

No dia 8 de outubro, os Draconídeos nos permitirão ver uma estrela em queda livre a cada quatro minutos na constelação do Dragão. Essa chuva de meteoros é menos fugaz em comparação com as Perseidas, o que deixa mais tempo para fazer um desejo aos que acreditam na conhecida superstição. Além disso, o fenômeno coincidirá no tempo com as Orionidas, que a partir de 2 de outubro irradiarão respectivamente da constelação de Orion, aumentando de intensidade até as noites de 20 e 21 desse mês.

Leia também:

19 de novembro: eclipse lunar parcial

No calendário astronômico, está programado para 19 de novembro a segunda oportunidade do ano para observar e fotografar um eclipse lunar, desta vez incompleto, mas visível da América do Norte, América do Sul, parte da Ásia e também de países europeus. Dessa forma, quem não pôde apreciar em maio poderá compensar em novembro.

4 de dezembro: eclipse solar total

Um eclipse solar próximo ao final do ano ocorrerá na manhã de 4 de dezembro e poderá ser visto em diferentes locais seguindo um caminho curvo que incluirá a Antártica e o Atlântico Sul, onde será concluído; e, em menor grau, Austrália, Chile, Argentina e África do Sul.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo