Os recém-nascidos não devem dormir sozinhos
Pixabay / jakobking85

Os recém-nascidos não devem dormir sozinhos

Quando somos pais pela primeira vez, ficamos com dúvidas e temores sobre se o bebê deve dormir conosco ou deixá-lo em seu quarto desde o momento em que chega da maternidade. No entanto, a ciência prova que o contato pele a pele e a proximidade tornam o bebê mais seguro.

De acordo com um estudo da Universidade da Flórida, o contato pele a pele promove a frequência cardíaca e a respiração regular, bem como um sono mais profundo. Isso os ajuda a ter um melhor desenvolvimento do cérebro.

Por exemplo, durante a pesquisa, bebês que dormiam longe dos pais tiveram um aumento de 176% na atividade cardíaca e uma diminuição de 86% na duração do sono profundo, em comparação com aqueles que dormiam no quarto dos pais.

Além disso, os bebês que dormem com outras pessoas, seja em berços co-leitos ou perto dos pais, choram e adoecem menos. Eles também registram ganho de peso saudável.

Recém nascidos não devem dormir sozinhos
Sanjasy / Pixabay

Outro ponto favorável que a ciência defende é que, por estar mais perto do bebê, a amamentação é mais produtiva e dura mais tempo.

Por sua vez, os pais se sentem mais seguros em tê-los por perto e, assim, cuidar melhor deles, ou seja, ficam mais atentos a eles. O vínculo ou apego entre eles é fortalecido.

Em suma, os recém-nascidos (prematuros ou a termo) precisam do contato pele a pele com seus pais para regular não apenas a frequência cardíaca, mas a temperatura corporal, a frequência respiratória e os tempos de alimentação, todas funções vitais para se manterem em boa saúde. .

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: