Educação

Os “fenômenos” da matemática brasileira

Imagem: Reprodução / Google imagens

O Brasil é o país do futebol, do Carnaval e também da matemática. Isso mesmo: nas últimas competições internacionais, os brasileiros se destacaram conquistando medalhas e prêmios.

Todos conhecem os grandes jogadores do Brasil: Ronaldo, Cafu, Pelé… Já no campo da matemática, temos Artur Ávila, o ganhador do “Oscar” da matemática, e os alunos que conquistaram o 15° lugar na Olimpíada Internacional de Matemática.

A profissão matemática

Esses jovens conquistaram a matemática, mas existem pessoas por trás dessa conquista: os professores. Desde o primeiro dia de aula até o último, nós somos apresentados à matemática e aprendemos cada conceito e fórmula.

O professor dedica sua vida a ensinar jovens, mas antes ele deve se profissionalizar. O curso que proporciona isso é o de licenciatura em matemática, que forma profissionais com amplo conhecimento – tanto em matemática como em estratégias didáticas.

Para quem quer aprofundar ainda mais os conhecimentos na área, existe o curso de bacharel, que foca mais nos diversos ramos de estudo, mas sem se aprofundar nas matérias relacionadas à educação. Os profissionais da matemática podem, ainda, se dedicar a contribuir para a solução de diversos problemas e enigmas, além de participar de competições e olimpíadas.

Artur Ávila

No campo da matemática, um dos grandes nomes brasileiros é o ganhador da medalha Fields, um prêmio internacional equivalente ao Nobel para a ciência ou o Oscar para os filmes.

Esse matemático nascido em 1979 também é reconhecido na França, onde recebeu diversas honrarias, como a Legião de Honra da França. Ele atua em diversas áreas matemáticas, mas sua maior contribuição é em sistemas dinâmicos.

O brasileiro já trabalhou na resolução de desafios matemáticos, sendo considerado um prodígio, e trabalhou ao lado de grandes nomes da área, como Marcelo Viana, outro matemático brasileiro.

Olimpíadas de Matemática

O Brasil tem mais grandes mentes, sendo que no ano de 2016 uma equipe de estudantes conquistou a melhor e inédita posição na Olimpíada Internacional de Matemática na história do nosso país: seis estudantes, com idades entre 16 e 18 anos, conquistaram cinco medalhas de prata e uma de bronze, garantindo a 15ª colocação na competição, de um total de 57 equipes.

Para selecionar os brasileiros que competiram em Hong Kong, foram utilizados os resultados da Olimpíada Brasileira de Matemática de 2015 e outras provas classificatórias que foram realizadas ao longo do ano.

A equipe foi composta pelos seguintes estudantes:

  • João César Campos Vargas, de 17 anos, natural de Minas Gerais;
  • Andrey Jhen Shan Chen, de 16 anos, natural de São Paulo;
  • Daniel Lima Braga, de 18 anos, natural do Ceará;
  • Pedro Henrique Sacramento Oliveira, de 16 anos, natural de São Paulo;
  • Gabriel Toneatti Vercelli, de 18 anos, natural de São Paulo;
  • George Lucas Diniz Alencar, de 17 anos, natural do Ceará.

Esses “fenômenos” da matemática são apenas alguns exemplos de outras grandes mentes brasileiras que dedicam suas vidas à área de exatas e contribuem para o desenvolvimento da matemática internacional.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.