Destaques, Plantão Policial

Operação da PF combate desvio de recursos do FUNDEB no interior do RN

Operação da PF combate desvios de recursos do FUNDEB no interior do RN

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (20) a Operação Tristitia que tem por finalidade reunir provas de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, entre outros delitos, que teriam acontecido entre os anos de 2014 a 2016 no município de Baraúna, na região Oeste potiguar.

A operação decorre de trabalho anterior realizado pelo Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal e que deu origem à instauração de um inquérito policial por parte da PF.

Cerca de 70 policiais federais cumprem 16 mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal, Mossoró e outros municípios potiguares. As ordens judiciais também estão sendo cumpridas em outros estados da Federação.

A contratação de uma empresa que fornecia livros paradidáticos e projetos pedagógicos superfaturados está entre os diversos fatos sob apuração. Na época, houve repasse para a prefeitura investigada no valor aproximado de R$ 744 mil, proveniente do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB), dos quais R$ 440 mil foram desviados e cerca de R$ 350 mil teriam sido lavados pelos gestores do município na compra de um terreno.

Durante a investigação também foi comprovada a aquisição superfaturada de fardamento para alunos das escolas públicas do município. Os valores cobrados pela empresa eram superiores aos cobrados por ela para outros públicos.


Tristitia é uma palavra do Latim e significa tristeza, gravidade, severidade, substantivos que remetem à ação gravosa dos investigados em desfavor da educação no município.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.