DestaquesSaúde

OMS declara varíola dos macacos como uma emergência de saúde global

Surto está se espalhando através de novos modos de transmissões pouco conhecidos

Com o aumento considerável de casos da varíola dos macacos em todo o mundo, a Organização Mundial da Saúde (OMS) decidiu neste sábado (23) declarar o surto como uma emergência de saúde global.

A classificação é o mais alto nível de alerta da agência de saúde da ONU. “Temos um surto que se espalhou rapidamente pelo mundo, através de novos modos de transmissão sobre os quais sabemos muito pouco”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A designação significa que a entidade vê o surto como uma ameaça significativa o suficiente para a saúde global, que uma resposta internacional coordenada é necessária para impedir a propagação do vírus e evitar que ele se torne uma pandemia. Da mesma forma, com esta medida, a organização internacional só pode emitir diretrizes e recomendações aos países, não mandatos.

O comitê de especialistas da organização não chegou a um consenso sobre ativar o nível máximo de alerta, então a decisão final coube a Tedros. “Agradeço ao Comitê de Emergência por suas deliberações e conselhos. Sei que este não foi um processo fácil ou direto e que há opiniões divergentes entre os membros”, disse o chefe da OMS.

Até o momento, a varíola dos macacos já infectou quase 17 mil pessoas em 74 países, sem levar em conta as nações africanas onde a doença é endêmica, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC).

Segundo Tedros, o risco para o mundo é relativamente moderado, com exceção da Europa, onde é alto.

A varíola dos macacos pode ser transmitida por gotas de saliva e por contato com fluidos corporais e lesões cutâneas. Já os sintomas são semelhantes aos da varíola humana – que está erradicada no mundo desde 1980 -, como febre, dores musculares e o surgimento de bolhas na pele, embora de forma mais leve.

O nome “varíola dos macacos” se deve ao fato de o vírus ter sido descoberto em colônias de símios, em 1958. Atualmente, acredita-se que os roedores sejam os principais hospedeiros do patógeno.

Do Portal N10 com Agência Ansa

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Romário Nicácio

Administrador de Redes. Co-fundador do Portal N10 e do N10 Entretenimento. Redator de sites desde 2009, passando pelo Notícias da TV Brasileira (NTB), Blog Psafe e vários outros de temas variados. E-mail: romario@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.