Mundo

OMS confirma 7.693 mortes pelo vírus ebola na África Ocidental

ebola-2
Foto: Divulgação

A epidemia de ebola na África Ocidental já causou 7.693 mortes, de um total de 19.695 casos identificados na Libéria, Guiné-Conacri e em Serra Leoa, os três países mais afetados. Os dados foram divulgados na sexta-feira (26) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Conforme o balanço da OMS, o vírus matou cerca de 7.708 pessoas em todo o mundo. Serra Leoa, que tem o maior número de casos, registrou, até 24 de dezembro, 9.203 casos e 2.655 mortes. Na quarta-feira (24), o governo local anunciou o isolamento da Região Norte do país por cinco dias. O objetivo é tentar bloquear a propagação do vírus.

Na Libéria, que durante vários meses foi o país mais atingido pela epidemia, a proliferação do vírus é menor. Até o dia 20 deste mês, os liberianos registraram 7.862 casos, dos quais 3.384 foram mortais.

Na Guiné-Conacri, onde os primeiros sinais do atual surto surgiram em dezembro do ano passado, foram notificados, até quarta-feira, 1.654 mortes e 2.630 casos identificados. Fora desses países, o quadro de óbitos manteve-se inalterado. São oito motes na Nigéria, seis no Mali e uma nos Estados Unidos. Sem registro de mortes, o Senegal e a Espanha, cada um com um caso, foram declarados livres do ebola.

O atual surto, o mais grave e prolongado desde que o vírus foi descoberto, em 1976, também afetou os profissionais de saúde. Até 21 de dezembro, 666 profissionais tinham sido infectados e 366 deles morreram. Em 8 de agosto, a OMS decretou estado de emergência de saúde pública. As informações são da Agência Lusa.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.