Ocupação da rede hoteleira do RN deve ficar em 57% no Carnaval 2021
Foto: Canindé Soares

Ocupação da rede hoteleira do RN deve ficar em 57% no Carnaval 2021

O Carnaval 2020 foi um dos últimos grandes feriados antes do início da pandemia no estado do Rio Grande do Norte, e nessa época foi registrado uma ocupação de quase 90% tanto na hotelaria de Natal quanto de Pipa, de acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte (ABIHRN). Em 2021, com as festividades canceladas, ponto facultativo suspenso e o feriado revogado por motivos de precaução a segurança sanitária, a ocupação na hotelaria dos dois maiores destinos turísticos do estado beira aos 68%.

Um número desestimulante para os empresários do turismo que fecharam suas portas por quase seis meses durante a pandemia do COVID-19, deixando muitos dos 55 segmentos que dependem diretamente desse setor com baixas expectativas.

Para se ter uma noção, em janeiro de 2020, período pré-pandemia, a ocupação hoteleira na capital Natal foi de 82%, em Pipa chegou a 83%. Para janeiro desse ano, Natal e Pipa apresentaram 68% de ocupação, cada. Uma queda de aproximadamente 17%, o que é considerado um número ruim visto que janeiro é um dos meses mais movimentados e lucrativos para o setor de turismo no geral.

Para os demais destinos do RN, foi registrado uma média de 87% em São Miguel do Gostoso, 54% em Mossoró e 43% em Extremoz. Com esses resultados do primeiro mês do ano, a esperança é que durante o feriado de carnaval a hotelaria potiguar como um todo atinja apenas 57% de ocupação, uma queda de aproximadamente 25% em relação ao ano anterior.

“Esperamos que a população esteja vacinada o mais rápido possível. A economia precisa retomar, não podemos perder outros feriados, a crise da pandemia já deixou muitos prejuízos para o setor. Precisamos também continuar intensificando cada vez mais a divulgação do nosso destino a nível regional e, consequentemente, nacional, que são os principais focos de turistas que estamos recebendo nesse momento, para que tenhamos uma retomada gradativa e consistente do turismo potiguar, a indústria que mais gera empregos no Rio Grande do Norte”, ressaltou o presidente da ABIH-RN, Abdon Gosson.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: