O que é e como utilizar o Kaizen Mental?

O que é e como utilizar o Kaizen Mental?

setembro 27, 2020 1 Por Rafael Nicácio

Você sabia que o aspecto mental e físico são uma coisa só? O treinador Bud Winter identificou uma incapacidade de relaxar a tensão, ou o foco, nos atletas competitivos, o que considerava um grande obstáculo à performance. O coach trabalhava o relaxamento todos os dias, verificando, sobretudo, o lábio inferior e as mãos dos pupilos: lábio inferior relaxado significava que a parte de cima do corpo estava solta, e mãos relaxadas representavam músculos do braço não tensionados. Seu lema é: “Você precisa correr relaxado para conseguir velocidade máxima, ou seus músculos trabalharão contra você”.

Essa é uma técnica que podemos usar no nosso dia a dia, em todas as tarefas que cabem a nós. Por muitas vezes a tensão, o medo de dar errado, a pressão dos demais, a autocobrança, nos faz tencionar de uma maneira que acaba prejudicando um todo. Utilizar esse jogo mental é restabelecer a própria autoconfiança. Quando se aplica o autorrelaxamento, tudo o que exige coordenação acontece de uma maneira mais fácil e tranquila.

Muitas vezes “amarelamos” ante as adversidades e não suportamos a pressão das expectativas. Isso significa que somos fracos de cabeça? Não. Essa situação, inclusive, é muito comum de ser vista no Esporte. Isso porque, mesmo tendo conhecimento, técnicas e táticas iguais ou superiores às dos adversários, se o atleta não está relaxado e totalmente focado naquilo, surge uma grande dificuldade para fazer o que realmente sabe. O estado ideal de performance, muitas vezes chamado de foco, se perde. E como diz o coach do vôlei José Roberto Guimarães, “a coisa que mais preocupa é a perda de foco”.

E nesse sentido, qual a saída para não perder esse estado mental de performance ou foco? A primeira coisa é entender que a mente inclui o corpo, ou seja, trate a mente e o corpo como uma coisa só. Para a cabeça melhorar, não basta fazer apenas “intervenções” mentais, é preciso acionar o corpo também. Harmonize os estados de foco e de relaxamento, o que pressupõe a alternância das práticas físicas e mentais que conduzem aos dois estados. Procure por feedbacks corretos, com os elogios e as críticas certas e com o interesse real.

Os trabalhos com o corpo, buscam mais do que autoconfiança; “afastam as tensões, melhoram o estado de espírito e constroem vigor mental”, nas palavras do psicólogo Jim Loehr. Isso ocorre pela maior oxigenação do cérebro, pela liberação de hormônios como a endorfina, pelo equilíbrio da taxa de glicose no sangue etc.

Além disso, o trabalho mental através do corpo não é apenas individual; pode ser coletivo. Sentir-se pressionado pelas expectativas, rouba a energia espiritual de qualquer um; é quando o peso da responsabilidade se torna excessivo. O segredo do Kaizen Mental, ou seja, o processo de melhoria contínua ou jogo mental, tão necessário para se alcançar o foco é praticar a observação de si sem julgamento, imaginar o resultado que deseja atingir e praticar a observação (igualmente sem julgamento) do que vai ocorrendo, em termos de mudanças e resultados. Dito isso e feito isso, você certamente terá mais bagagem para dominar o Kaizen Mental e ter muito mais performance com muito mais foco.


Sobre a autoraEmbora não tenha sido atleta de alto rendimento, Adriana Salles Gomes é torcedora apaixonada, jornalista formada pela Universidade de São Paulo (USP) e diretora editorial das revistas HSM Management e MIT Sloan Review Brasil. Entre seus livros anteriores estão os inovadores guias de viagem Fuja no Fim de Semana, Fuja de Casa com as Crianças, Fique em São Paulo e Fuja por um Ano – Sabáticos.