ColunasWagner Santos

O que colocar no resumo profissional se nunca trabalhei?

Chega um momento da nossa vida que precisamos procurar algum emprego. No entanto, se é a primeira vez que você está tendo essa experiência, é perfeitamente normal que surjam algumas dúvidas. Se você está se questionando, por exemplo: o que colocar no resumo profissional se nunca trabalhei? Saiba que há uma solução para tudo! Nesse artigo, falaremos mais a respeito desse assunto. Confira.

Ninguém nasce com todas as experiências profissionais. Tudo isso é adquirido com o tempo. Sendo assim é perfeitamente normal que em um dado momento da sua existência, você se veja na obrigação de procurar um emprego, mesmo sem nunca ter trabalho. Diante desse impasse, todos se questionam: o que colocar no resumo profissional, se nunca trabalhei? Iremos resolver hoje esse questionamento!

O que devo fazer se nunca trabalhei?

Muito se fala que o mercado empresarial é bastante concorrido e é necessário ter experiência e estudo para se enquadrar em todas as exigências. E isso acaba amedrontando muitos jovens que entraram nesse mundo agora. É claro que em alguns momentos esse meio é bastante competitivo, mas é necessário fazer um parêntese.

Há muitas empresas que procuram justamente jovens que ainda não possuem experiência de mercado. Então, se você nunca trabalhou, não se sinta acanhado. Entenda que existem empresas que estão procurando pessoas exatamente com o seu perfil.

Portanto, a nossa primeira dica para quem nunca trabalhou é ficar de olho nas vagas de emprego onde se está à procura de pessoas que não tenham experiência. Procurar esse tipo de oportunidade certamente lhe deixará um pouco mais tranquilo.

O que colocar no resumo profissional sem nunca ter trabalhado?

Agora que você entendeu a primeira dica, você pode se questionar: o que colocar no resumo profissional se nunca trabalhei? Simples! Da mesma forma como existem empresas que estão procurando pessoas com o seu perfil, elas já estão cientes que não receberão em mãos o currículo mais robusto do universo.

Mas, independente disso, há um certo “padrão” do qual você pode seguir, onde certamente irá se destacar dos demais. Um bom currículo é constituído não apenas de bons cursos e experiências. Mas como você desenvolve e organiza conta muitos pontos. Então, antes de tudo, os objetivos para currículo devem estar bem definidos. Abaixo, categorizaremos o que o seu currículo deve conter.

Organize as informações mais relevantes

Ainda que você não tenha tido nenhuma experiência profissional, pode você ter feito cursos e outras iniciações científicas. No entanto, se as suas experiências acadêmicas não têm muita relevância para a vaga que você procura, nem sempre vale a pena introduzir no seu currículo.

Um currículo cheio de aptidões técnicas até pode ser visto com bons olhos, mas desde que as suas certificações sejam coerentes com a vaga desejada. Entrementes, há qualidades específicas que sempre serão apreciadas no mercado de trabalho, por exemplo:

  • Domínio de língua estrangeira;
  • Participação em programas filantrópicos;
  • Intercâmbio;
  • Capacitações técnicas concernentes à vaga;
  • Domínio de ferramentas e softwares específicos.

Lembre-se de sempre informar o nível que você possui de alguma linguagem estrangeira e outras capacidades técnicas, sempre que possível. Às vezes, o fato de você ter participado de algum programa social pode ser um diferencial, pois pode concordar com os valores da empresa que você deseja ingressar.

Informe as experiências informais

Todo tipo de experiência é válida. Então, ainda que você não tenha nenhuma experiência profissional com carteira assinada, mas já experienciou outros tipos de trabalhos informais, não deixe de colocar no seu currículo.

Os trabalhos com carteira assinada não são os únicos relevantes. As experiências profissionais informais que você teve são relevantes para o recrutador. Ademais, informe algum trabalho interessante desenvolvido na faculdade, intercâmbio, trabalhos voluntários, etc.

Informe as suas habilidades pessoais

Por trás de todo trabalhador existe um indivíduo com capacidades humanas que devem ser evidenciadas. O recrutador também irá se preocupar se você é uma pessoa dedicada, responsável, maleável, proativa etc.

Portanto, além de destacar as suas capacidades técnicas, procure mostrar algumas das suas habilidades pessoais que serão relevantes destacar. 

Dificilmente o empregador irá querer uma pessoa que tenha dificuldade em trabalhar em equipe. Sendo assim, se você tem essa facilidade, não deixe de descrever no seu currículo.

Organize o seu currículo

A grande maioria se pergunta: o que colocar no resumo profissional se nunca trabalhei? Porém, há outras coisas das quais você deve se preocupar. A maneira como você monta o currículo também é importante.

Procure montar um currículo simples e fácil de compreender. Dessa forma, as informações ficarão mais claras. Algumas preocupações que você deve ter ao montar o seu currículo são:

  • Coloque apenas informações do qual se possa comprovar;
  • Não abuse de elementos gráficos como bordas, efeitos de fontes etc.;
  • Informe apenas aquilo que seja relevante para a vaga.

E, ao terminar o currículo, revise-o. Tenha certeza de que nenhuma informação está errada e corrija possíveis erros gramaticais, pois também são considerados.

Mas, enquanto o seu currículo deve ser organizado e “limpo”, ele não deve ser muito simplório. Afinal de contas, no meio de inúmeros, o seu deve se destacar um pouco. Mas tome cuidado para não exagerar.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Wagner Santos

Meu nome e Wagner Santos CEO da Revista de Marketing e profissional de SEO | Linkbuilder e escrevo sobre dicas para melhorar e alavancar sites na internet.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo