DestaquesNegócios

Nubank é campeão de reclamações por causa de “invasão de contas”

Além da facilidade de acessar os dados no aplicativo, usuários reclamam da demora para resolver a situação

Quando você perde o seu celular, seja por roubo, furto ou até mesmo esquecimento em certos locais, o prejuízo vai muito além do custo do aparelho. A depender do tipo de segurança do seu dispositivo, criminosos podem acessar os dados bancários salvos em aplicativos – e assim fazer empréstimos no seu nome, desviar dinheiro via Pix e fazer compras on-line.

Com o aumento dos roubos de smartphones, cresceram também as reclamações de invasão de contas bancárias“, informa a plataforma ReclameAqui.

Nenhum banco está imune a ação dos ladrões de celular, inclusive porque o nível de segurança do aparelho depende também do usuário. Mas, segundo levantamento do ReclameAqui, bancos digitais são os campeões de reclamações de invasão de contas.

Em primeiro lugar está o Nubank, que teve 299 reclamações registradas no primeiro semestre de 2022. Em seguida, aparece Mercado Pago, com 270, e o PicPay, com 128 reclamações. As três empresas são responsáveis por 54% das reclamações no período, mais da metade de todas as outras juntas.

De acordo com o relato de usuários, o problema não está só na invasão e uso indevido das contas e cartões em celulares roubados, mas na demora para reverter o prejuízo dos clientes e até mesmo dar uma resposta.

Em um comentário do ReclameAqui, um cliente afirma que, assim que o celular foi roubado, ligou para o Nubank para informar e pedir o bloqueio do aplicativo e cancelamento dos cartões. Ainda assim, os criminosos fizeram uma compra de mais de R$ 2 mil no cartão virtual (que deveria ser protegido por senha).

Ele relata que fez um boletim de ocorrência (B.O). O banco, no entanto, não aceitou o documento porque nele não constava o valor exato da compra indevida.

Eu não tinha nenhuma visibilidade do que tinha sido feito na minha conta quando fiz o boletim, então fiz um outro B.O., com o valor da compra incluso, e enviei. Todos os dias desde então eu recebo vários e-mails diferentes, de pessoas diferentes, falando coisas diferentes com relação a minha contestação, mas nenhuma resolução. E agora estão me cobrando, já que minha fatura fechou com esse valor incluso“, conta.

PayPal e Nubank poderão ser usados para receber conta-salário

O mesmo usuário disse que também foram realizadas compras indevidas com seu cartão virtual do Itaú, mas o banco resolveu o problema em três dias, enquanto o Nubank passou mais de 10 dias para apresentar solução. Na plataforma, o caso foi dado como resolvido e o usuário relatou que voltaria a fazer negócios com o banco.

Em outro caso, o usuário relata que foi roubado e conseguiu trocar a senha e bloquear os cartões pelo aplicativo instalado em celular de outra pessoa. Entretanto, mesmo após a troca de senha, os ladrões conseguiram realizar mais de 15 compras de diversos valores para um mesmo ‘vendedor’, mesmo registro de máquina de cartão, em pouco mais de 40 minutos. A movimentação incomum deveria soar um alerta ao banco. Mas foi permitida sem questionamentos.

Também realizaram um Pix para um terceiro. Além disso, pediram empréstimos que foram concedidos na hora, sem que o banco consultasse o cliente.

O meu limite no cartão de crédito é R$ 2.600, mas eles concederam R$ 8.400 em empréstimos sem conferir se realmente era eu quem estava contratando. A polícia já encontrou três pessoas relacionadas ao crime e já mandei os boletins de ocorrência para o banco. Acontece que o banco, além de não me responder de maneira clara os mais de 20 e-mails que mandei, já me cobrou duas parcelas de cada empréstimo que os bandidos fizeram. Basta ter dinheiro na conta corrente que eles descontam automaticamente“, diz a vítima.

E completa, ao fim da reclamação, que ainda aguardava resposta até o fechamento desta matéria: “Não recomendo banco digital para ninguém. É muito difícil resolver esse tipo de situação com eles. Estou esperando os inacreditáveis 100 dias que eles pedem de prazo para entrar com uma ação judicial, caso eles não resolvam o meu problema“.

Não só no ReclameAqui, mas também no Twitter, vítimas de roubo denunciam a demora dos bancos para resolver os problemas.

Com informações da Valor Investe*

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.