Novo ataque dos EUA mata um dos líderes do Estado Islâmico

(ANSA) – Um dos líderes do Estado Islâmico (EI, ex-Isis), Abu Sayyaf, foi morto por uma ação militar dos Estados Unidos neste sábado (16), confirmou o chefe do Pentágono, Ash Carter. Sayyaf era o responsável por negociar a venda de petróleo que financia o grupo jihadista.

Segundo a agência, o ataque foi realizado na Síria e foi autorizado, diretamente, pelo presidente norte-americano, Barack Obama. Ainda de acordo com o Pentágono, a ação seguiu a legislação internacional sendo autorizada por ambos os governos.

Os militares mataram uma dezena de jihadistas e capturaram a esposa de Sayyaf, que foi transferida para o Iraque para ser interrogada. Durante a operação, uma mulher yazidi também foi libertada após viver por meses como escrava do casal. Essa é a segunda morte de um dos maiores líderes do EI. Na última quarta-feira (13), a coalizão matou o “número 2” dos extremistas, Abdul Rahman Mustafa Mohammed – conhecido como Abu Alaa al-Afri – em um ataque aéreo.

você pode gostar também

Deixe um comentário

error: Conteúdo protegido, entre em contato ([email protected]) para solicitar a matéria!