Destaques, Plantão Policial

Nossa Senhora da Apresentação é o bairro mais violento de Natal, aponta ranking

sirene polícia

Foi divulgado nessa quinta-feira (13) pela Câmara Técnica de Mapeamento de Crimes Violentos Letais Intencionais do Estado (CVLI) o relatório dos homicídios registrados em Natal até o último mês de junho. Segundo os dados, 1.198 pessoas haviam sido assassinadas no RN até o dia 30/06.

No documento, a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte (Sesed) detalha os crimes de assassinatos registrados em território potiguar e mapeia quantos casos aconteceram em cada cidade. No caso de Natal, também é feito o mapeamento por bairros, e com este dado torna-se possível o ranqueamento das comunidades que mais somam CVLIs na capital.

De acordo com os números publicados, do total de homicídios registrados até o final de junho, 293 deles aconteceram em Natal. Destes, 40 foram executados no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, líder do ranking como o bairro mais violento da capital. Felipe Camarão, com 25 casos, aparece em segundo. Na 3ª posição está Lagoa Azul, com 24; na 4ª vem o Planalto, com 22; e na 5ª o bairro das Quintas, com 20.

O ranqueamento segue ainda com Pajuçara (18), Igapó (15), Bom Pastor (12), Potengi (11), Mãe Luíza e Ponta Negra (9, cada), Redinha e Lagoa Nova (8, cada), Dix-Sept Rosado e Alecrim (7, cada), Cidade da Esperança e Pitimbu (6, cada), Guarapes e Nazaré (5, cada), Rocas, Praia do Meio e Neópolis (4, cada), Nova Descoberta e Santos Reis (3, cada), Parque das Dunas, NI e Nordeste (2, cada) e Areia Preta, Cidade Alta, Ribeira, Capim Macio, Tirol, Salinas, Petrópolis e Candelária (1, cada).

O relatório de CVLI da Sesed é divulgado mensalmente, sempre acrescentando os números do mês anterior. A próxima parcial deve sair na primeira quinzena de agosto, já com os homicídios de julho sendo contabilizados. De modo geral, o Rio Grande do Norte já registrou 21,9% de crescimento nos CVLIs se comparado com o mesmo período de 2017.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.