Represa-Jaguari-Jacareí
Foto: Gabriel Câmara / Futura Press

O nível nos reservatórios do Sistema Cantareira, o principal manancial de abastecimento de água da região metropolitana de São Paulo, subiu pela oitava vez seguida. O nível passou de 6,7% ontem (12) para 6,9% nesta sexta-feira (13), embora tenha sido captado um baixo volume de chuva de apenas de 2,1 milímetros (mm) a constante elevação do volume de água já demonstra esperança para os paulistanos.

Em 11 dias o volume alcançou 145,9 mm, índice um pouco abaixo da meta esperada para todo o mês de fevereiro que é de 199,1 mm. Os dados disponibilizados pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) mostram elevação nos demais mananciais.

De acordo com dados da Sabesp, no Sistema Alto Tietê, o nível atingiu 13,3% em relação a 13,2%, com uma pluviometria de 3,2 mm. O acumulado desde o começo de fevereiro está em 125,7 mm e a média histórica para todo o mês é 192,0 mm. O índice do Sistema Guarapiranga ficou estável em 55,2%. O Alto Cotia opera hoje com 34,3% de sua capacidade, mantendo o mesmo nível dos últimos dois dias. Também manteve-se com alto volume de água o Sistema Rio Grande (de 79,8 mm para 79,9%). No Sistema Rio Claro, foi constatada pequena elevação (de 31,7% para 31,8% ). Ao contrário dos demais, que já ultrapassaram a metade da média histórica do mês, este manancial acumula em 12 dias, pluviometria de 105,8 mm. A média histórica para todo o mês de 237,8 mm.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.