“Ninguém vai querer dar golpe em cima de mim”, diz Bolsonaro

maio 2, 2020 0 Por Rafael Nicácio
“Ninguém vai querer dar golpe em cima de mim”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro se encontrou com apoiadores na manhã deste sábado (2) à frente do Palácio do Alvorada e afirmou que “ninguém vai querer dar golpe” em cima dele.

Em vídeo divulgado por seu perfil no Facebook, um grupo demonstrava apoio ao chefe do executivo. “Viemos para te dar apoio, para repudiar o que o STF [Supremo Tribunal Federal] está fazendo com o senhor. O senhor é o nosso mito. Queremos agradecer o senhor por ter dado o seu sangue pelo nosso país”, disse um dos presentes.

Bolsonaro respondeu: “Fiquem tranquilos, ninguém vai fazer nada ao arrepio da constituição. Fiquem tranquilos, ninguém vai querer dar um golpe em cima de mim, não”.

A relação entre o presidente e o STF, que nunca foi das melhores, voltou a piorar quando o ministro Alexandre de Moraes decidiu, no último dia 29, suspender a nomeação de Alexandre Ramagem para a direção-geral da Polícia Federal.

Moraes é o relator de ação protocolada pelo PDT. O partido questionou a nomeação feita pelo presidente Jair Bolsonaro na esteira de uma série de acusações do ex-juiz Sergio Moro de tentativas de interferência política na Polícia Federal.

Na quinta-feira (30), o presidente do Tribunal, ministro Dias Toffoli, entrou na operação política para ajudar o Palácio do Planalto a concretizar a nomeação. Ele esteve na posse do novo ministro da Justiça, André Mendonça, e do novo advogado-geral da União, José Levi Mello.

Ali, foi passado ao novo núcleo jurídico do governo (que tem também como integrante o secretário-geral da Presidência, Jorge de Oliveira) que há um sentimento da corte de que a decisão do ministro Alexandre de Moraes de suspender não tem grande respaldo entre os ministros – ele não pode ser punido por um eventual ato futuro –, mas que seria melhor trabalhar um caminho jurídico que não fosse considerado por Alexandre de Moraes uma afronta a ele e que não gerasse uma grande exposição do tribunal.