(ANSA) – Uma mulher registrou um Boletim de Ocorrência em São Paulo, nesta sexta-feira (31), no qual acusa o atacante Neymar de estupro.

De acordo com a suposta vítima, cuja identidade não foi revelada, o crime teria ocorrido em um hotel em Paris no último dia 15 de maio. A denúncia foi protocolada na 6ª delegacia de defesa da mulher, em Santo Amaro, na zona sul da capital paulista.

Segundo a queixa, Neymar teria conhecido a mulher por meio do Instagram. Após a conversa, ficou combinado, com a ajuda de um amigo do atleta, conhecido como Gallo, que ela receberia passagem e hospedagem para ir conhecer o brasileiro na França.

A suposta vítima relatou que chegou lá em 15 de maio e ficou hospedada no hotel Sofitel Paris. No mesmo dia, por volta das 20h, Neymar apareceu no local “aparentemente embriagado”.

Ela contou que após conversarem, eles “trocaram carícias”, mas, em um determinado momento, “Neymar se tornou agressivo e, mediante violência, praticou relação sexual contra a vontade da vítima”.

Em declaração à polícia, a mulher ainda afirmou que deixou a capital francesa no dia 17 de maio e só não registrou o episódio em outro país porque estava abalada emocionalmente e com medo.

Embora o caso tenha ocorrido em Paris, o estupro pode ser investigado no Brasil, e Neymar ser julgado com base nas leis do país latino em virtude do princípio da “extraterritorialidade”.

Conforme previsto no 7º artigo do Código Penal, crimes cometidos por brasileiros, mesmo que em território estrangeiro, ficam sujeitos à lei brasileira. Neymar está com a seleção brasileira na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), treinando para disputar a Copa América.

Assine nossa Newsletter e receba as principais notícias do Portal N10 em seu Whatsapp totalmente grátis. Clique no ícone do WhatsApp para ser incluído (não se esqueça de salvar nosso número na sua lista de contato!).

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.