MPRN e Conselho Tutelar alertam sobre os riscos do jogo Baleia Azul

MPRN e Conselho Tutelar alertam sobre os riscos do jogo Baleia Azul

abril 22, 2017 0 Por Romário Nicácio

O polêmico jogo da Baleia Azul vem preocupando famílias e instituições no Rio Grande do Norte. A Promotoria de Defesa da Infância e Juventude da comarca de Macau, distante 170 quilômetros de Natal, deu início a um trabalho de proteção e orientação aos pais e responsáveis por crianças e adolescentes da cidade. Lá, a menos duas adolescentes, uma de 13 e outra de 14 anos, já estariam envolvidas. O Conselho Tutelar, que colabora com o trabalho de prevenção, foi chamado pelas escolas onde as meninas estudam.

A partir de uma denúncia anônima, tomou-se conhecimento de possível vítima do jogo “Baleia Azul” em Macau, e como forma de investigar os fatos, a 1ª Promotoria de Justiça, através da representante ministerial, promotora de Justiça Isabel de Siqueira Menezes, buscou o Conselho Tutelar, a fim de adotar as primeiras providências junto à família da adolescente.

Na última quinta-feira (20), a promotora de Justiça de Macau, acompanhada de Giselda Vasconcelos, Assistente Social do MPRN, e Flávio Ribeiro, presidente do Conselho Tutelar de Macau, foram às rádios locais, a fim de prestarem informações sobre o jogo “Baleia Azul”, buscando esclarecer à população sobre os perigos do uso indiscriminado da internet por crianças e adolescentes, bem como os meios de proteção e ajuda às eventuais vítimas.

Leia também:

Baleia Azul: brincadeira tem tirado sono de muitas famílias

Confira aqui o comunicado elaborado pela promotoria de Justiça de Macau, que será publicado nas escolas, bem como em toda rede de atendimento municipal.

Atento ao comportamento

Especialistas advertem que é preciso estar atento aos hábitos dos adolescentes dentro de suas casas. É preciso conhecer a rotina dos filhos, saber o que fazem e conhecer os amigos. Abrir espaço para o diálogo é uma boa alternativa para entendê-los. Conhecer as escolas e sempre estar atento as mudanças de atitudes e humor do adolescente dentro e fora de casa.

Uma mudança brusca de comportamento pode ser sinal de que a criança ou o adolescente esteja sofrendo com algo que não saiba lidar, explica a psicóloga escolar e docente no Instituto Singularidades, Elizabeth dos Reis Sanada.

Esta notícia foi interessante para você? Compartilhe com seus amigos!