MG

MP vai investigar se houve negligência do estado referente a saúde do segurança da creche de Janaúba

Diante da tragédia que aconteceu na última quinta-feira (05), na cidade de Janaúba, norte de Minas Gerais, o Ministério Público do Estado vai levantar uma investigação administrativa para saber se houve negligência do município referente ao estado de saúde do autor do crime: Damião Soares dos Santos, de 50 anos, segurança da creche atingida pelo fogo, onde morreram sete pessoas, entre elas, o próprio Damião.

Durante uma coletiva, o promotor Jorge Victor Cunha Barreto questionou sobre a necessidade de acompanhamento psicológico ao agressor e se ele chegou a ser atendido para tratamento. “Haverá um inquérito civil para analisar o acompanhamento desse caso desde 2014 até 2017 para ver se houve algum tipo de falta do município ou do estado com serviço de saúde mental ou se o caso foi absolutamente manifestação da barbaridade desse sujeito”, disse.

E acrescentou ainda: “Tem um inquérito policial hoje que não tem como finalidade prender ninguém, mas dar uma resposta. Todo mundo quer saber por que esse sujeito praticou um ato de tamanha barbaridade. Só que não é suficiente essa resposta do ponto de vista penal, do ponto de vista criminal”.

O prefeito de Janaúba, Isaildon Mendes, que decretou sete dias de luto na cidade em decorrência da fatalidade, discorreu um pouco sobre as atividades de Santos na instituição que o vigia trabalhava desde 2008. Segundo o prefeito, Damião não tinha contato com as crianças da creche, já que ele começava a trabalhar quando os pequenos iam para casa e largava antes de eles votarem ao local para passar o dia. Ele ainda disse que o segurança, durante o tempo em que esteve prestando serviço à creche, não mostrou nenhum mal comportamento.

“Não tinha motivo para suspeitar de tragédia. Ele pediu para entrar para entregar um atestado médico. Nenhuma autoridade poderia imaginar que isso pudesse acontecer”, falou Mendes.

A tragédia

Damião Soares dos Santos, que trabalhava há cerca de oito anos no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente, no Bairro Rio Novo, cidade de Janaúba, ateou álcool no local, atingindo diversas crianças que lá estavam e, logo em seguida, nele mesmo, provocando um incêndio no Centro em que funciona uma creche. O acidente aconteceu na manhã da quinta-feira (05).

Damião foi ao local apenas entregar o atestado médico e cometeu o crime. Ele havia voltado de férias em agosto, mas alegou problema de saúde e foi afastado. Ao todo, 40 pessoas foram vítimas do ocorrido.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Siga o Portal N10 no Google News para acompanhar nossas notícias. Clique na imagem abaixo!

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Olá pessoal! O acesso ao nosso site é gratuito, porém precisamos da publicidade aqui presente para mantermos o projeto online. Por gentileza, considere desativar o adblock ou adicionar nosso site em sua white-list e recarregue a página.