CiênciaDestaques

Movido a energia solar, dispositivo pode fornecer água potável para um bilhão de pessoas

Uma área medindo 1 metro quadrado é suficiente para produzir até 5 litros (1,3 galões) de água por dia

Estima-se que cerca de 2,2 bilhões de pessoas atualmente não têm acesso a água potável limpa e segura, e os cientistas preveem que esse número pode ser ainda maior à medida que o aumento do nível do mar tem impacto sobre os corpos de água doce. Em uma tentativa de resolver esta situação terrível, os pesquisadores da “moonshot factory” da Alphabet desenvolveram um dispositivo movido a energia solar que puxa água do ar, que eles afirmam poder fornecer água limpa a um bilhão de pessoas ao redor do mundo.

Apresentando seu dispositivo em um novo estudo na revista Nature, pesquisadores da empresa X, de propriedade da Alphabet, explicam que uma área de coleta solar medindo 1 metro quadrado é suficiente para produzir até 5 litros (1,3 galões) de água por dia. No entanto, esse nível de desempenho só é possível sob certas condições e requer luz solar e temperatura suficientes, bem como umidade relativa de pelo menos 30 por cento.

Isso significa que, embora o dispositivo provavelmente seja altamente útil em climas tropicais, é improvável que atenda às necessidades de quem vive em ambientes áridos. De acordo com os autores do estudo, porém, a maioria das pessoas que enfrentam insegurança hídrica vive na África Subsaariana ou no Vale do Rio Ganges, na Índia, onde as condições são propícias ao uso desse equipamento.

dispositivo pode fornecer água potável para um bilhão de pessoas

Usando o Google Earth, os pesquisadores extraíram dados meteorológicos médios de locais ao redor do mundo que são afetados por desafios hídricos e os compararam com estatísticas populacionais para determinar a utilidade potencial de seu dispositivo. Os resultados indicaram que 1 bilhão de pessoas sem acesso confiável a água potável atualmente residem em regiões onde o clima permite o uso deste aparelho movido a energia solar.

Aqui, mostramos que AWH [captação de água atmosférica] poderia fornecer SMDW [água potável gerenciada e segura] para um bilhão de pessoas”, escrevem os autores. “Esse dispositivo poderia atender a uma meta de necessidade média de água potável diária de 5 litros por dia por pessoa.”

O protótipo construído por X foi projetado para ser acessível para pessoas que vivem com US $ 2 a US $ 8 por dia. Composto por peças moldadas a vácuo, o dispositivo foi aprimorado nos últimos três anos e agora é capaz de gerar água a um custo de 10 centavos por litro.

No entanto, os engenheiros responsáveis ​​pelo projeto esperam reduzir esse custo para apenas 1 centavo por litro e, portanto, tornaram seu projeto de código aberto para que outros possam aprimorar o protótipo atual. O principal desafio, dizem os autores do estudo, está no desenvolvimento de processos de fabricação mais econômicos para materiais absorventes.

Em última análise, os pesquisadores querem desenvolver um dispositivo que pode gerar água quase sem custo em todos os climas, incluindo ambientes secos com níveis muito baixos de umidade relativa. Enfrentar esse desafio, dizem eles, pode fornecer uma solução viável para uma das maiores ameaças que uma proporção significativa da população mundial enfrenta.

Quer receber as principais notícias do Portal N10 no seu WhatsApp? Clique aqui e entre no nosso grupo oficial. Para receber no Telegram, clique aqui

Rafael Nicácio

Co-fundador dos canais Portal N10, Jerimum Geek e do Tudo em Dicas. Já trabalhou na Assecom (Assessoria de Comunicação do Governo do Rio Grande do Norte) e na Ascom (Assessoria de Comunicação da UFRN). E-mail para contato: rafael@oportaln10.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo