AC

Moradores do município do Bujari (AC) enfrentam maior crise hídrica da região

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Moradores da região do Bujari, localizado no nordeste do Acre, vem enfrentando uma das maiores crises hídricas nos últimos tempos. É que o reservatório que abastece o município, um dos principais da cidade, está com um nível baixo de água. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Bujari tem uma população estimada em 9.684 habitantes.

Em reportagem a TV local, nesta terça-feira (19), o diretor de Abastecimento das Cidades do Interior do Departamento de Pavimentação e Saneamento (Depasa), Davi Bussons, falou que o município está em uma situação muito preocupante, devido o reservatório ter baixado gradativamente em função do volume de captação que está sendo maior do que o volume de reposição de água no reservatório.

Busson informou que o órgão adotou algumas medidas para evitar que os moradores fiquem totalmente sem água. “Com essa alteração, essa frequência vai passar a ser dia sim e três dias não e, com isso, a intermitência no abastecimento vai ser bem maior”, disse.

O maior problema vem do Aeroporto de Rio Branco, um dos maiores consumidores de água no Bujari. Durante a entrevista, Busson falou que a superintendência da Infraero está tomando medidas para reduzir o consumo de água do Aeroporto.

“Estão verificando medidas para reduzir esse consumo de água, então, a gente espera chegar em um consenso. Eles entenderam que precisam dimunuir a quantidade de água usada no aeroporto para poder priorizar a cidade do Bujari”, afirmou.

Jailson Mendes de Araújo, superintendente da Infraero no Aeroporto local, explicou sobre essas medidas para reduzir os gastos com água. “O que podemos fazer dentro dessa política de racionamento é controlar as atividades de prevenção de incêndios reduzindo, mas não tem como pararmos de fazer totalmente, pois são procedimentos testes de segurança. Vamos também reduzir a lavagem de calçadas, regagem de plantas, porque se faltar água lá vai faltar no aeroporto também e é um trabalho de mão dupla, temos que contribuir e colaborar”, informou.

You Might Also Like

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.